12 fatores de SEO importantes – Como os algoritmos do Google indexam seu blog

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

Sempre que falamos de técnicas de SEO (Search Engine Optimization) para melhorar a indexação de seu blog nos mecanismos de busca, fica parecendo algo obscuro e estranho, pois não sabemos exatamente o que os robôs das buscas querem achar para melhorar as chances de nossos blogs. São centenas de algoritmos que determinam como um conteúdo é classificado, mas conhecemos alguns e é sobre eles que vou tratar aqui.

Quer ser um(a) Blogueiro(a) de Elite? Acesse AGORA: http://blogueiro.pro

Resolvi fazer uma pequena lista dos fatores (talvez os mais importantes) para uma boa indexação nos mecanismos de busca – especialmente o Google. São os elementos que sabemos que são relevantes para melhorar suas chances de indexação e que você pode controlar. Não há como definir uma ordem do mais importante para o menos importante. Quando se trata de SEO, tudo é importante para seu conteúdo ter mais chance.

O que os robôs estão buscando

É uma lista grande, mas em comparação a todos os fatores envolvidos, não chega nem a 10% de tudo o que buscam os robôs. Sem conhecer o mínimo, seu conteúdo tem poucas chances.

1. A URL, endereço de seu blog/site

O nome de seu blog ou site é a sua URL, o endereço e podemos dizer que é a primeira coisa que os algoritmos vêem em sua página. Levam vantagem os domínios próprios – do tipo “www.NOMEdoSITE.com” – pois indicam um conteúdo primário. Depois vêm os subdomínios e os diretórios. Os robôs gostam dos domínios principais, pois devem apontar para um conteúdo mais importante. Quando mais profundo for a URL do seu blog ou site, significa que o robô tem que buscar mais.

  • Isso também envolve a estrutura de URL das suas páginas. Quanto mais palavras reconhecíveis tiver, melhor será as chances de rastreamento, mostrando coerência com o que indica aquele endereço.

2. Palavras-chave

Um algoritmo não vai ler tudo o que encontrar em seu blog, mas vai procurar por pistas e sinais que digam que aquele conteúdo merece ser verificado. As palavras-chave ajudam os robôs a organizar o conteúdo e classificar o que foi encontrado. Funcionam como um indicador de categoria: se um blog ou site trata sobre culinária, por exemplo, as palavras-chave ali encontradas vão fazer referência a isso e o classificará assim nesse grupo específico. É importante destacar essas palavras especialmente nos títulos e subtítulos, com negrito e outras formas.

3. O conteúdo que cerca as palavras-chave

Não adianta encher sua página de palavras soltas, elas precisão ser coerentes com o conteúdo daquela página e compor um texto, uma lógica. Para ser indexada, uma página é verificada para ver se pode ser útil como resultado para alguém que procurar por aquelas palavras.

4. A contextualização: união entre palavras-chave e todo o conteúdo

Junto com os dois pontos acima, a contextualização vai determinar o quanto uma página pode ser relevante como um todo, em todo o seu conjunto. Se no meio de um site de automobilismo for encontrada uma receita de bolo, essa receita está fora de contexto e essa página terá poucas chances de ser bem indexada. O contexto é que diz ao robô que aquele site ou blog pode ser levado a sério por todo o seu conteúdo.

5. Links internos – interligando conteúdo

Mas não basta ser coerente no conteúdo, contexto e palavras-chave, um site tem que ser bem amarrado. Os links apontando para dentro de seus textos e artigos, não só mantêm os visitantes interessados e navegando por mais páginas, como mostra aos robôs como percorrer seu conteúdo e não deixar nenhum artigo fora da lista. Os links internos são como um mapa que mostra aos algoritmos o que podem encontrar. Por isso é tão importante um sitemap.

atracao-conteudo-blog 6. Links externos vindos de outros sites e blogs

Seu site/blog e seu conteúdo não podem ficar isolados do restante da internet. Assim os links externos, quando alguém indica a sua URL ou as URLs de seus artigos por exemplo, funcionam como um “voto” uma indicação que atrai visitas e, mais que isso, quanto mais “votos”, links externos”, maiores as chances de seu conteúdo ser bem classificado, já que recebe boas indicações de outros. Mas… a contextualização aqui continua valendo: um site de automobilismo indicando sites de culinária tem menos peso que os votos de sites do mesmo nicho.

7. Atualização e renovação constantes

Sites e blogs estáticos estão fadados ao esquecimento e rapidamente perdem sua relevância, pois ficam obsoletos e ultrapassados. Renovar seu conteúdo constantemente, atualizando sempre e sempre mais referenciando e linkando, isso mostrará aos robôs que o seu blog/site está vivo, atuante. Normalmente os robôs visitam um site a cada 15 dias. Se sempre se deparam com os mesmo conteúdos, não faz sentido continuar voltando e param de indexar aquela página.

8. Tempo de carregamento de uma página

Esse é um elemento novo. Agora a Google leva em conta o tempo que o seu blog ou site leva para abrir. Quanto mais pesada for sua página, menos relevante ela poderá ser considerada. Isso mostra aos algoritmos que seu blog tem um layout simples e de boa navegabilidade e não tem nada supérfluo.

originalidade-casinhas

9. Títulos únicos e precisos, com descrições claras

Toda página tem um título específico, que pode até ser o mesmo dos artigos, do conteúdo, mas de alguma forma tem que descrever o conteúdo daquela página de alguma forma bem precis
a e objetiva. Isso é especialmente importante quando pensarmos no usuário, já que a primeira coisa que ele verá de seu site é o título da página nos resultados. Quanto melhor o título e a descrição daquela página e mais coerente com o contexto, maiores são as chances de alguém clicar e considerar útil.

10. Otimize suas imagens

Algo que sempre é esquecido pela maioria: otimizar as imagens que aparecem nas páginas. Os robôs não enxergam imagens, então você precisa dizer para eles o que há na imagem. Use sempre o atributo “ALT” com boas descrições e dê nomes coerentes aos arquivos das imagens.

11. Originalidade é primordial

Tenho que ser repetitivo nisso, mas os mecanismos de busca gostam muito de sites e blogs com conteúdo original. Isso é um grande fator para determinar a relevância de uma página e todo o seu conteúdo. Se aquele conteúdo é único, então tem mais chances de ser bem indexado e ficar bem posicionado nos resultados orgânicos.

12. Use as Ferramentas para Webmasters

Citei acima os sitemaps como uma fator na ajuda da indexação de seu conteúdo. Há os serviços para Webmasters que recebem essas informações e monitoram o seu site/blog, mostrando como os algoritmos estão vasculhando e classificando suas páginas. Aprenda a usar isso para tirar melhorar seu conteúdo a longo prazo.

Quer ser um(a) Blogueiro(a) de Elite? Acesse AGORA: http://blogueiro.pro

15 Comentários

  1. Muito bom… sempre estou aprendendo com seu blog…
    nem sempre comento por falta de tempo… mas seu blog esta em minha lista de blogs e sempre que vejo atualização venho correndo porque sei que será útil!!
    abraços

    Responder

  2. Olá Marcos, uma perguntinha. Agora, com o lançamento do draft, o uso do "alt" para as imagens perdeu o sentido?!…
    ABÇão e bom restim de fim de semana.
    MarGGa Duval

    Responder

  3. @MarGGa,
    De maneira nenhuma. O ALT ainda tem sua importância e nào podemos deixar de usar., principalmente por ser a única forma de identificar uma imagem de forma confiável.

    Responder

  4. não deixe de Usar o "Alt" nas imagem o google busca sempre as imagens e media de 15% de visitas vem de pesquisa de imagens varios plugins para WordPress usão isso é Blooger também..

    Responder

  5. òtima seleção de fatores para indexação, meus artigos são indexados uns 10 minutos depois de postado, como eu crio primeiro a URL com as principais palavras-cheve (Já que no Blogger as URL não são editaveis) e depois eu coloco o título original, com isso o Google tem que indexar duas vezes o meu artigo para atualizar. Se não fico bem posicionado eu faço alterações no artigo pra ganhar posições.

    Responder

  6. Depois que implantei algumas dicas observadas no Ferramentas Blog pude constatar aumento nos índices de visitas ao meu blog. Aprendi também que para ter um blog relevante tem que ser profissional!

    Responder

  7. Pingback: As Meta Tags de descrição do Blogger nos mecanismos de busca e questões de SEO | [ Ferramentas Blog ]

    • @Clebson
      Isso é péssimo.
      O jeito é arrumar o que está pesado em seu blog para torná-lo mais leve e eficiente na hora de abrir.

      Responder

  8. Pingback: Meta descrições duplicadas: como resolver esse problema em seu Blog – Técnicas de SEO | [ Ferramentas Blog ]

  9. Ótimo artigo, com a ressalva que o Google já não leva as keywords em consideração há um bom tempo, de acordo com o próprio Matt Cutts.

    Com relação a velocidade de carregamento, deixo aqui meu testemunho. Fiz alguns testes e depois que coloquei meus blogs na Amazon AWS, região São Paulo, o tráfego aumentou cerca de 20%, enquanto que o CTR do Adsense aumentou 40%.

    Abraço e sucesso!

    Responder

  10. Marcos:

    Parabéns pelo casamento…
    estava a tentar seguir a recomendação da própria google de colocar no código html, em 1º lugar, o anúncio com ctr mais alta, ainda que esse não seja o 1º anúncio na página(ver aqui recomendação: http://support.google.com/adsense/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=187769).

    No entanto, como não percebo nada de folha de estilo e CSS não consigo realizar esta tarefa…
    O meu 2º anúncio do blog é que tem o ctr mais alto. No entanto é o 1º que tem o cpc mais alto. Este truque que a google recomenda seria o ideal para o meu caso.
    Há forma de aplicar ao Blogger? Caso exista, podes explicar passo a passo, com todos os pormenores, para gente como eu – que não percebe nada de nada?

    Obrigada
    Margarida

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.