Modelo de Contrato entre seu Blog e anunciantes

Hospedagem para Blogs

Quando uma empresa, pessoa ou agência entra em contato com você que administra um blog, querendo contratar espaço de anúncios, é preciso firmar um contrato para dar garantias às partes envolvidas. Boa parte dos blogueiros faz isso apenas como um “acordo de cavalheiros” por troca de e-mails e/ou telefonemas. Vou mostrar aqui um modelo de contrato escrito para dar garantias legais à essa prestação de serviços. Esse modelo pode ser usado tanto para acordos entre pessoas físicas, jurídicas ou pessoa física com jurídica.

Já ensinamos aqui muitas dicas de como monetizar seu Blog, como você pode ganhar dinheiro com seu blog, seja exibindo anúncios, AdSense ou mesmo com anunciantes diretos.

Quando você usa um programa afiliado ou AdSense, por exemplo, você firma um contrato com essas empresas, segundo as regras que elas estipulam. Mas como fica no caso de uma Agência de publicidade ou mesmo uma empresa ou pessoa física procurar você para contratar espaço de anúncios, banners, links ou artigos patrocinados?

Se você oferece espaço para anunciantes em seu blog, certamente você tem um Mídia Kit e já colocou preço nas formas de anúncios disponíveis: O que é e como criar um Midia Kit para seu Blog.

Vou mostrar aqui um modelo de contrato que você poderá baixar gratuitamente e modificar. Esse é um modelo muito fácil de usar, semelhante ao que usamos aqui no [ Ferramentas Blog ]. É ótimo para dar garantias às partes envolvidas, deixando claro qual o tipo de serviço está sendo prestado, além de mostrar mais seriedade e profissionalismo.

Criei um modelo num arquivo de Word padrão, que vou liberar para seu download totalmente gratuito. Só vou pedir uma coisa em troca: você clicar no botão do Google+ e fazer o download pelo PagSocial, nos ajudando na divulgação nas redes sociais.

O modelo do arquivo tem os espaços bem detalhados e explicados para você substituir segundo cada caso. Há o espaço para seu nome ou o nome de sua empresa (se for pessoa jurídica), para o espaço dos dados do anunciante. Também deixamos bem explicado como descrever cada item, bastando substituir ou excluir pequenos trechos.

Modelo de contrato para Blogueiros e anunciantes

Com este arquivo você poderá escrever contratos para seus anunciantes segundo a necessidade de cada caso e cada tipo de acordo que for feito. É um padrão que atenderá praticamente a todos os níveis de blogueiros. Não é apenas um modelo de contrato de prestação de serviço, mas específico e pensado para a venda de anúncios em Blogs. Pensado e formulado para nossa realidade de blogueiros.

Download do Modelo de Contrato

Agora que você já clicou no botão do Google+ acima, basta clicar no link a seguir para fazer o download via PagSocial, totalmente gratuito.

Claro, aproveite para comentar abaixo e dar sugestões de melhorias para o modelo de contrato, ajudando outros blogueiros. Também conte sua experiência no contato com clientes e anunciantes.

33 Comentários

  1. Vou baixar e colocar na minha pasta de documentos importantes.
    Estou devendo ainda a produção de um mídia kit, mas, vou tentar conseguir um tempo extra pra isso!

    Boa postagem Marcos Lemos!

    Responder

  2. Acho que tocou num ponto muito importante normalmente em qualquer país os contratos são redigidos e acordados entre as partes,para terem validade jurídica, no Blogging isso também se deve verificar apesar da virtualidade, principalmente quando envolve dinheiro.

    Responder

  3. marcos a prefeitura do meu município que anunciar no meu blog, esse contrato é ideal ou eu tenho que abrir o cnpj e transformar o blog numa empresa ?

    Responder

    • Marcelo,
      Isso você terá de ver com o jurídico da prefeitura para saber se eles podem firmar contrato com pessoa física. Além disso é preciso saber como proceder por se tratar de dinheiro público e como a prefeitura está autorizada a gastar em publicidade.

      Responder

  4. Muito bom, era o que estava a procura dias desses, o Prof. Marcos é mesmo um gênio, um passo a frente de blogueiros que conheço, não desmerecendo o conhecimentos dos demais que existem.

    Responder

  5. ops vlw pelo contrato é bem feitinho gostei heheh aproveitando pra perguntar se vocês nao tem uns modelos de contratos para programadores e possa disponibilizar eles pra nos, desde ja agradeço vlw…

    Responder

    • Walison,
      O padrão de contrato para programadores são os modelos de Prestação de serviço e contratos para autônomos. Mas vou procurar e perguntar ao Claudio Sanches e ao Fernando Jorge (nossos editores aqui e que trabalham com programação) se eles têm algo para indicar mais específico.

      Responder

  6. Tá certo que o contrato pode ser ótimo, mas forçar a barra para utilizar uma rede social pra baixar foi demais.
    Será esse o futuro da internet?
    Condição social ou nada?

    Responder

    • Charles,

      Estou oferecendo um conteúdo gratuito e penso que solicitar uma retribuição indicando o meu blog como referência por oferecer algo praticamente único na blogosfera, não é muito.
      Sim. O futuro da internet é esse: socializar ao máximo. Aqueles que forem mais competentes no uso de redes sociais (engenharia social virtual/on-line) é que irão sobreviver na internet.

      Eu me disponho a agradecer qualquer site ou blog de maneira social se o conteúdo for relevante e útil para minhas necessidades.

      Responder

      • Concordo que a sobrevivência de um blog de conteúdo abundante como o seu precise de estar cada vez mais nas redes alheias, formando uma rede de indicação.
        Mas, discordo quando isto não é voluntário, espontâneo, mas sim obrigatório. Marco diversos posts com G+, curtir, linko no twitter somente por ser um bom conteúdo.
        Mas quando espontâneo, sem forçar a barra e dizer ao leitor que entra pode entrar na festa, mas para comer o bolo tem que pagar. Confesso que isso é novo pra mim. Dos diversos blogs que visito não solicita de forma obrigatória compartilhar suas redes em troca de algo.

        Responder

        • Charles,
          Pensando dessa forma eu não poderia nem mesmo vender meu e-book. Disponibilizo um material em troca de dinheiro. Se você quer ler meu livro você precisa pagar por ele. É um material exclusivo e único, que ninguém havia feito e disponibilizado ainda e sinto-me no direto de solicitar um pagamento financeiro por aquilo que produzi.

          Se eu fosse esperar um pagamento “espontâneo” das pessoas ao disponibilizar algo exclusivo gratuitamente, ninguém me daria 1 centavo.

          É a mesma lógica que estou usando aqui, mas o material continua gratuito. O “pagamento” que estou solicitando em troca de oferecer algo exclusivo e único na blogosfera (até o momento), é pedir as pessoas para curtirem meu trabalho e compartilhar como um agradecimento.

          Entendo o seu ponto e 99,99% do meu conteúdo e trabalho é totalmente gratuito e liberado para um “pagamento espontâneo”.

          Responder

          • - Dica 1:

            Da próxima vez Marcos, utilize o PagSocial e o PagSeguro. Quem quiser baixar, ou paga com divulgação, ou tira o escorpião do bolso e paga em dinheiro. Quem não gostar da ideia, ou achar injusto isso, é só não baixar! Simples assim!!!

            - Dica 2

            Não alimente os trolls! rs.

            Responder

            • hehehehe…

              Eu devia ter pensado nisso antes.
              A verdade é que um mínimo de “obrigado” queremos ouvir pro disponibilizar algo. Fazemos praticamente tudo gratuitamente, mas em certos momentos e em certos trabalhos, acho que podemos “cobrar” algo em troca.
              É uma pena que alguns se ofendam por isso.

              Responder

  7. Marcos.

    Achei legal e tudo, mas quando vier um anunciante? o que eu faço, disponibilizo o contrato para download? não entendi muito bem como utiliza-lo.
    Abraços.

    Responder

    • Izaque,

      Quando você finalizar a negociação com o anunciante, pegue o modelo de contrato, faça as alterações nele com todos os detalhes que forem acordados entre vocês e, ou envie por e-mail para o anunciante (se você não tem contato direto/presencial com ele) para que ele concorde com os termos e vocês possam fechar o negócio; ou leve pessoalmente para ambos assinarem (se você tem contato direto/presencial).

      O contrato é uma maneira de formalizar tudo o que foi conversado e finalizar, de forma legalizada entre as partes, os detalhes.

      Responder

  8. Marcos, não há como você colocar outras opções de redes sociais (Twitter e Facebook)? Não tenho perfil do G+ e não gostaria de ter que criar só para isso. Divulgaria nas outras redes sociais sem problemas.
    Abraço!

    Responder

  9. Ótima contribuição. Creio que o contrato sirva para garantir o serviço prestado, para ambas as partes, além de tornar o blog mais profissional.

    Acho que é possível fazer algumas alterações para que o contrato fique padrão para todos os anunciantes, ficando online para todos, apenas lendo e aceitando em uma página, como o contrato do Google AdSense. Você acha isso viável?

    Abraço.

    Responder

    • Ederson,
      Penso que esse tipo de coisa tem que ser individualizado e personalizado para atender a cada caso específico. Nem sempre você prestará os mesmos serviços e cada cliente terá suas particularidades e acordos. O melhor é sempre redigir um novo de acordo com o cliente.

      Responder

  10. Realmente você demonstra que quer ajudar as pessoas pois quase ninguém faz o que você esta fazendo ajudando as pessoas gratuitamente espero que seu blog prospere cada dia mais uma abraço.

    Responder

  11. Tenho uma duvida. Eu posso anunciar por conta própria serviços e produtos de terceiros num blog pessoal do blogspot? Não encontrei nenhuma resposta considerável na internet. Corro o risco de ter meu site fora do ar se fizer isso?

    Responder

  12. Exatamente o que eu procurava, caiu como uma luva! Nao adianta, a gente roda pelo Google, passa por diversos blogs, mas o melhor conteudo eh sempre seu, Marcos. Mais uma vez um grande obrigada!
    Abracos,
    Sani

    Responder

  13. Olá Marco, excelente post, me ajudou muito. Sou blogueira de moda, e esse contrato me ajudará com os publieditoriais, mas tenho 1 dúvida: atualmente estou administrando algumas redes sociais, faço postagens na fan page e no site da empresa, na verdade de 1 empresa que fui contratada, e quando fiz o contrato de prestação de serviços, o dono me pediu p/ rever a questão de eu ser “Pessoa Física” no contrato, e que eu deveria ser “Pessoa Jurídica”, pagar uma mesalidade e abrir uma empresa. Isso é necessário realmente? Ou eu posso fazer o contrato como quero, ou seja, como pessoa física? Poderia me ajudar? Att Adriana

    Responder

  14. muito bom o post, me será bem útil. difícil achar pessoas que compartilhem abertamente conteúdos como este, por exemplo.

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.