O que é “Slug”? E a importância de URLs amigáveis no Blog

A primeira coisa que um visitante vê para acessar o seu blog é o título, normalmente vinculado a algum link. Esse link é a “ligação” direta que acessa o seu conteúdo no local exato onde foi criado. Por isso chamamos de “endereço” a URL de todas as páginas de nossos blogs. “Slug” é uma expressão para definir um caminho amigável, um link fácil de ler e entender para o visitante que chega até seu blog. Isso é extremamente para técnicas de SEO e outros detalhes na estrutura geral do seu blog.

Este é um post mais simples e objetivo, com um conteúdo um pouco mais técnico, mas que não pode ser ignorado por nenhum blogueiro.

Quando começamos um blog, nos preocupamos com o conteúdo que vamos publicar, escolher um bom layout e com o público que queremos atingir. Só que existe muito mais do que isso. As primeiras configurações de estrutura do seu blog vão passar essencialmente pela definição correta dos links permanentes que seu blog terá.

Assim, “Slug” é a definição de “links permanentes” que o seu blog terá para cada parte, sejam os artigos, categorias, tags e páginas estáticas.

Domínio Próprio

A primeira coisa para ter uma boa estrutura Slug em seu blog é registrar um domínio próprio e não usar subdomínios de terceiros, mesmo que sejam gratuitos. O melhor é sempre usar os padrões mais conhecidos como:

  • .com
  • .com.br
  • .net
  • .org
  • .org.br

Aqueles endereços curtos como “.co.cc” só têm aparência de domínio próprio, mas são subdomínios e podem prejudicar muito o seu blog (Google excluiu dos resultados todos os domínios e subdomínios “Co.CC”). Por isso mesmo nunca use “domínios” gratuitos.

Até mesmo os mais famosos e padrões como o “.blogspot.com” do Blogger, o “.wordpress.com” do WordPress.com ou o “.tumblr.com” do Tumblr, devem ser evitados. Pensando como usuários e visitante, isso torna mais difícil memorizar o endereço, o torna menos amigável. São de grandes empresas, sérias, mas não vale a pena.

Lembre-se que esse é um investimento muito baixo. Registrar um domínio próprio é fácil, rápido e barato:

O restante da URL

Mas uma URL amigável não é feita apenas do início do endereço do seu blog, já que a maior parte do tempo o visitante passa dentro do conteúdo geral e não só na página principal do blog. É preciso que o endereço dos posts, categorias e até das páginas estáticas, sejam coerentes.

Para o visitante isso não é tão importante, já que ele não vai decorar todo o endereço de um post que gostou, mas é importante para os mecanismos de busca. Os robôs dos buscadores começam a rastrear sua página primeiro pelo formato do endereço que ela tem e as palavras chave que compõem aquele endereço:

http://www.SEUBLOG.com/data/titulo-qualquer-para-artigo/

Para quem usa o WordPress, configurar esses links permanentes a torná-los amigáveis, é bem simples já que existe o botão para editar, antes mesmo de publicar o artigo, criar uma categoria ou publicar uma página estática.

Nessa URL não pode ter nenhum caractere especial, acentos, espaço ou sinais de pontuação. Apenas letras comuns e hífen para separar as palavras.

Já no Blogger isso não é tão simples, inclusive porque não há como editar o formato padrão e as palavras que vão compor o endereço são definidas previamente pelo título que escrevermos. Também há uma limitação de caracteres.

No Blogger dá para contornar esse problema apenas no momento antes de publicar o novo post. Depois de publicado não dá para mais voltar atrás.

http://NomedoseuBlog.blogspot.com/AAAA/MM/titulo-do-artigo-como-vc-escrever.html

Basicamente o que se tem que fazer é primeiro publicar o artigo ou a página com um título temporário, só com as palavras que você quer que apareçam. Assim o Blogger criará a URL a partir daquele título temporário. Logo em seguida você reescreve o título como deve aparecer e republique. Veja mais detalhes no seguinte tutorial:

SEO nas URLs do seu Blog

Como disse antes, a URL, o endereço do conteúdo do seu blog, é o primeiro caminho que os robôs do Google vão seguir para indexar seu blog. Os algoritmos estão programados para buscar palavras chave e indicações que já mostrem aí do que se trata o conteúdo para onde os links apontam.

Quando temos boas URLs, fica mais fácil criar textos âncoras de qualidade e links que indicam bem ao visitante e ao robô como devem navegar por suas páginas:

Por fim, melhorá as chances de seu blog ficar bem posicionado para as palavras certas.

.

24 Comentários

  1. Justamente por não pensar nisso é que acabamos tendo problemas quando o site cresce. A falta de planejamento já nas primeiras postagens acaba nos obrigando a fazer vários redirecionamentos e o problema só cresce a medida que o peso da página vai se perdendo ao ter de passar por vários outros caminhos. Mas imagino que, como eu, o primeiro blog de todo mundo foi uma espécia de experiência. Há alguns anos não se falava nada disso. Ou quase nada.

    Responder

  2. Olá Marcos,
    Vejo que muitos blogs utilizam a estrutura de links permanentes dominio/data/titulo-do-artigo, que por sinal é a mesma que você utiliza aqui no Ferramentas Blog.
    Gostaria de saber qual é a melhor forma de estruturarmos as URL´s do nosso blog? Eu utilizo em meus blogs somente dominio/titulo-do-artigo sem a data. Isso é ruim para o Google?
    Abraço!

    Responder

    • Depende de cada conteúdo.
      O mais comum é ter a data, mas isso influencia apenas na organização dos arquivos do blog e é irrelevante para SEO.
      Também é comum usar “domínio/categoria/título-do-artigo” ou mesmo “domínio/tag/título-do-artigo”. Essas duas formas são melhores do ponto de vista do SEO por adicionar mais uma palavra chave à URL.

      De toda forma, o certo é definir algo logo no início e não ficar mudando, pois isso seria prejudicial.

      Responder

      • Poi é Marcos, eu utilizava o formato dominio/categoria/titulo-do-artigo, mas resolvi tirar a categoria porque com o passar dos tempos eu acabei tendo que modificar o nome de algumas categorias e isso acabava implicando na alteração da URL.
        Obrigado pela resposta!
        Abraço

        Responder

    • Eliel,
      Por padrão o Blogger sempre usa o final “.html” e a grande maioria também. Mas existem outras terminações ou mesmo alguns que usam sem. O WordPress.org permite tirar o “.html”.
      Isso não influencia em praticamente nada e só serve para indicar qual o tipo de estrutura de código está sendo usada. Não afeta diretamente o SEO do Blog.

      Responder

    • Márcio,
      Aqui não se trata de “ser famoso” ou não, mas da importância de se ter uma URL amigável, tanto para os mecanismos de busca, quanto para os usuários.

      Responder

  3. Marcos,

    Atualmentese meu blog está gerando links assim “meublog.com/nome-do-post”, se eu quiser deixar os meus links com “meublog.com/ano/mes/dia/nome-do-post” ocorre algum problema com os links antigos?

    Abs!

    Responder

  4. eu acho q houve um engano neste artigo!
    eu uso o dominio co.cc e meu site esta presente no google e esta mto bem posicionado por sinal, diante dos grandes sites!!

    Responder

    • Alessandro,
      Se o seu registro de subdomínio é recente, tem menos de 1 anos, então ele não sofreu a punição, por isso você não tem problemas. Recomendo que leia o post que indiquei sobre o caso e recomendo também que mude seu domínio, pois o que aconteceu uma vez, pode se repetir.

      Responder

  5. Fala, Marcos! Tudo beleza?
    Eu tenho uma dúvida: E com relação aos domínios “.blog.br”? Eles tem alguma vantagem ou desvantagem em relação a indexação do Google? Você acha que “.blog.br” é uma boa?

    Responder

      • Nossa, eu pensava que subdomínios seriam os grátis (como por exemplo .wordpress, .blogspot, .wix”. Os .blog.br estão o mesmo preço que os .com.br no Registro.br. Apesar de .com.br ser mais fácil de gravar (porque as pessoas estão acostumadas), .blog.br parece-me mais a ver com blog, pois .com é comércio além de ter vários nomes disponíveis ainda, em comparação aos .com e .com.br.

        Mas realmente, acredito que .com.br é mais fácil e deve rankear melhor.

        Responder

        • Elvis,

          Realmente. Isso foi um engano meu. Quando respondi seu comentário achei que se tratava do serviço “Blog.com.br”. Este sim é um subdomínio…

          Já o que é registrado no Registro.BR é realmente um domínio primário. Esse não tem problemas.

          Responder

  6. Acho que já comentei em algum outro artigo sobre isso mas a desvantagem de selecionar as palavras certas na hora de criar um artigo no Blogger é com os leitores do feed que receberão algo como ‘nomedoblog.com/AAAA/MM/melhorar-feed-blogspot-google’ quando o título é algo como ‘Como melhorar seu feed para o Google’ (não considerei a escolha das palavras chave) mas é um fato que não gosto de praticar.
    Outra coisa: no artigo que você fala da otimização te artigos para Blogger tem uma imagem e nesta imagem há um campo LINK que inferior ao do título. Me lembro que uma vez usei ele quando tinha outro domínio próprio e consegui usar como se fosse na plataforma WP ou seja, escolhendo as palavras chaves e mantendo ao mesmo tempo o título desejado. Sabe de alguma coisa? *Isso foi ruim quando o domínio saiu do ar. O artigo que fiz este teste não era localizado ¬¬

    Responder

  7. Pingback: Como manter seu blog sempre otimizado para o Google | [ Ferramentas Blog ]

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.