Como lidar com comentários indesejados em seu Blog

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

comment-icon Podemos moderar nossos comentários e buscar toda a forma de melhorar a interação com quem participa de alguma forma lendo nossos artigos, assistindo nossos vídeos e conversando nas redes-sociais e fóruns. O grande problema é saber lidar devidamente com a possibilidade de moderar e editar esses comentários e responder cada um deles. Muita gente, até famosa, não sabe como agir corretamente quando confrontadas ou quando recebem comentários indesejados (tem um exemplo real nesse artigo). Veja algumas sugestões de como moderar seus comentários, responder e evitar dores de cabeça.

Quer ser um(a) Blogueiro(a) de Elite? Acesse AGORA: http://blogueiro.pro

Este artigo foi motivado por algo lamentável que aconteceu comigo em um site de notícias e opiniões de renome nacional. Cito o exemplo abaixo para ilustrar a importância de saber lidar com os comentários recebidos em seu blog. Aproveite para dar sua opinião sobre o ocorrido. Sei que ficou longo, mas é de extrema importância o tema desse post.

Moderar comentários

A primeira linha de frente para evitar comentários indesejados e ter o controle do que aparece nas páginas de seus artigos é sempre moderar o que for enviado por terceiros. Os comentários de um blog são de suma importância para a imagem dele e para a interação com seu público alvo, mas é preciso que os comentários recebidos sejam adequados ao local para onde foram enviados.

A área de comentários de um artigo é para comentar e debater aquele tema em questão e não pode se perder em assuntos paralelos. Nem tem como ser transformado em uma área de fórum, pois não é possível “conversar” diretamente. Use a moderação de comentários sempre para manter o foco no conteúdo, evitar Spams e divulgações de links indesejados ou mesmo um palavreado chulo/impróprio.

Excluir comentários

delete_key1 É seu direito excluir os comentários indesejados, mesmo depois de moderados, aprovados e publicados. Junto com o item acima, faz parte da moderação excluir tudo aquilo que você considerar inadequado ou prejudicial para seu conteúdo. Sempre exclua comentários “anônimos” que não foram assinados ou que não apontam para um e-mail ou URL de site/blog ou mesmo um perfil de rede social, e até daqueles que têm uma identidade duvidosa.

Nunca publique e sempre exclua comentários ofensivos ou que denigram a imagem de alguém ou de uma entidade, que faça acusações sem provas ou que tenha conteúdo ilícito, preconceituoso/discriminatório. Mesmo que seja a opinião de alguém, não vai querer atrair atenção desnecessária para seu blog ou que confundam a opinião de outros com a sua, deturpando o sentido do seu trabalho.

Isso é bom deixar claro: você pode excluir e/ou não publicar qualquer comentário que receber, segundo a sua vontade e interpretação.

Editando comentários recebidos.

Uma questão delicada com um exemplo que aconteceu comigo.

No formulário padrão do Blogger de comentários não é possível editar o texto de um comentário recebido, ou seja, você não pode interferir no que outro escreveu. Mas existem plugins e códigos de serviços de terceiros, também para WordPress, que permitem que um comentário seja editado pelo dono do blog, podem fazer modificações e editar (refazer) um comentário de alguém em seu blog.

Mesmo com essa possibilidade, não é recomendável. Edite apenas trechos que sejam ofensivos ou para retirar links e/ou informações pessoais, mas que não distorça ou mude o sentido da opinião dada por alguém. vou mostrar um exemplo que aconteceu comigo.

Enviei um comentário com uma opinião contrária à do colunista da Veja, Augusto Nunes (Terremoto Suspeito). Ele simplesmente editou e distorceu o que escrevi para não publicar algo que fosse contrário à opinião dele:

coment-veja1

Mais detalhes aqui:

  • Como manipular informações é a prática da Mídia brasileira [ LemosIdeias ]

Ele cometeu duas gafes, desrespeitando minha opinião: primeiro editando e cortando meu comentário, o que acabou distorcendo e impedindo que meu comentário seja entendido – não dá pra saber qual foi meu argumento. Em segundo lugar, o Augusto Nunes escreveu em negrito dentro do corpo do meu texto a resposta dele.

Esse colunista não respondeu meu comentário, não ampliou o debate e tentou manipular a informação da totalidade do que eu disse. Escrevi dois parágrafos e ele manteve apenas algumas linhas que não descrevem minha opinião.

Por isso, nunca edite o comentário de alguém de forma a deturpar o que foi dito. Se não quer opiniões contrárias à sua, então use seu direito de não publicar, de excluir e moderar o que aparecerá em seu blog.

Como responder comentário favorável ou contra sua opinião

E um pouco mais do mesmo exemplo ocorrido comigo.

Sempre que um comentário recebido exigir uma resposta sua, enquanto autor do conteúdo, faça isso imediatamente abaixo do comentário recebido, citando o nome da pessoa a quem você se dirige e faça isso de forma pessoal e clara. Sempre seja educado e paciente e nunca ofenda as pessoas. Toda forma de interação de seu blog é uma maneira de cativar seus leitores e os fidelizar.

Infelizmente um outro exemplo aconteceu comigo, na mesma situação do mesmo colunista e na mesma página. Quando voltei a comentar na coluna do Augusto Nunes, para tentar ter minha opinião publicada por inteiro e dizer de minha indignação pela atitude dele de decepar o que escrevi e tentar manipular o que eu disse, veja como ele me respondeu:

coment-veja2

Novamente o Augusto comente as duas mesmas gafes citadas acima e vai piorando. Mostra total falta de cortesia/respeito e capacidade de debater ao ser confrontado em sua opinião, tenta me ofender e

perde a compostura esperada de um jornalista(?) ou de alguém que exige “liberdade de expressão” e é contrário à censura (eu presumo que seja).

Ainda bem que para exercer minha liberdade, na internet ninguém pode nos privar ou tentar nos calar. Então pude publicar minha opinião em meu blog pessoal o que achei da coluna do senhor Augusto Nunes e dizer o que ele tentou esconder editando e cortando de meus comentários:

  • Como manipular informações é a prática da Mídia brasileira [ LemosIdeias ]

Mais uma vez volto a repetir: se não quer que algo apareça em seu blog ou site, então é só moderar, excluir e/ou não publicar. É seu direito só ter em seu blog o que lhe agrada ou for conveniente, mas sempre respeitando o que o outro disse, tratando com respeito a opinião alheia.

ATUALIZADO: Infelizmente os critérios do senhor Augusto Nunes quanto ao que aprovar em sua coluna, são bem estranhos. Não aceita opinião contrária, mas permite que haja ofensas, como as que mostrei acima, e até comentários chulos e de baixo calão, ofensivos:

coment-veja3

Vale lembrar o que eu citei antes: Não permita ofensas pessoais e comentários que não agregam valor ao seu conteúdo. Esse tipo de situação só faz piorar a imagem de qualquer site ou blog. Nesse caso só prova o quanto o autor da coluna em questão é tendencioso e permissivo em sua forma de agir.

Criando uma Política de Comentários

A melhor forma de evitar problemas mesmo é criando um texto, uma página estática para seu blog que conste de pequenas regras para as pessoas publicarem em seu blog ou site. Descreva o que é permitido e o que é proibido e ponha em poucas palavras como você fará para determinar o que vai aparecer em seu blog.

Aqui no [ Ferramentas Blogs ] temos uma política de comentários que você pode ver e usar como modelo de idéias para escrever suas próprias regras:

São coisas simples, mas servem como diretrizes para guiar minha forma de atuar e para dar transparência ao que exijo para aparecer em meu blog. Conhecendo as regras, qualquer um pode facilmente ter seus comentários sempre aprovados aqui e isso garante meu direito de moderar livremente os comentários recebidos. Isso evita contratempos e chateações.

Aprofundando mais sobre assuntos relacionados:

Quer ser um(a) Blogueiro(a) de Elite? Acesse AGORA: http://blogueiro.pro

52 Comentários

  1. Marcos, fiquei indignado com a atitude do Sr. Jornalista citada no post. Não sabia que Jornalista/colunista da Veja, tratava os seus leitores com total desrespeito e insensibilidade. O artigo que você publica, serve para nos alertar e começar a observar melhor os comentários que nos enviam. Claro, não agindo de uma forma tão exagerada como a do Augusto Nunes. O blog, se está habilitado para comentários deve ser para comentar, não é? Óbvio, mas quando Augusto diz,"A companheirada está acostumada a entrar sem bater em qualquer lugar. Aqui leva croque na cabeça e cai fora."deixa a entender que o blog no qual o mesmo escreve, não serve visitantes,apenas quem ele convida. E a opinião pública? É ignorada?

    Somos o que fazemos para mudar o que somos!

    Responder

  2. Olá Marcos Lemos,

    A melhor opção é com certeza colocar um política de comentários, para que não haja esse tipo de constrangimento entre ambos, assim o visitante irá reanalisar o conteúdo do comentário para ver se será acessível ao blog e ao conteúdo. Isso é muito importante!

    Abraços!

    Responder

  3. O post é excelente, como de costume são os seus posts.
    O que me deixou chateado é ver um jornalista deste nível censurar e editar comentários. Assim o debate não fica saudável, vira blog de uma pessoa/opinião só.
    Lamentável.

    Responder

  4. Minha opinião sobre a Veja só fez piorar. Já há muito tempo que considero esta revista tendenciosa e até perniciosa para a sociedade brasileira (opinião pessoal).

    Gostei da sua atitude de publicar o acontecido e ensinar a lidar com a situação. Parabéns.

    Responder

  5. Gostei sim do que encontrei aqui!
    Marcos,
    Obrigada pela informação. Parece óbvio o assunto, mas sempre amplia nosso entendimento do tema.
    Quanto à extensão do artigo, não tem problema: um texto longo e de conteúdo é melhor que um texto curto, vazio e chato!
    Também gostei pq vc mostra que um bom blogueiro, ainda que de um nicho específico, deve estar antenado com as notícias do mundo em que vive. Ou seja, não se isolar no seu conteúdo. Isso serve para mim tb!
    Um abraço!

    Responder

  6. nossa Marcos, totalente revoltante isso.
    fiquei totalmente chocada com isso, se não gostou da opinião é só não puplicar poxa, distocer tudo o que foi dito(escrevido), na minha opinião é inaceitável.:S

    apoio sua opinião de publicar o acontecido ^^

    Responder

  7. Marcos, nem ia comentar pois estava passando somente para ler, como de costume, mas o texto é bem provocante. Provocante no sentido de ser impossível não comentá-lo.

    Também faço meus comentários, em temas polêmicos de grandes sites mas, o que acabaste de relatar deixo-me de "boca aberta". O que esse senhor fez com você foi de uma indelicadeza enorme. Fui lá para conferir e como te acompanho e percebo que tens boas intenções na web fiquei chocada com o que vi por lá.

    Tenho um blog no wordpress e lá não há problemas mas, o blogger é meu amor antigo e no blogger não consigo moderar porque uso-o como blog pessoal e para tanto quero que os que comentem sejam velhos conhecidos e fiquem a vontade.

    Existe alguma forma de, no blogger, fazer igual ao wordpress, ou seja, pré-aprovar o email do comentarista?

    Nos meus blogs aceito opiniões contrárias as minhas desde que elas respeitem as leis nacionais.

    Outra pergunta: Mesmo sendo em blogues cujo interesse não é a fama e nem o crescimento, é necessário que os comentários sejam relevantes ao conteudo da postagem?

    Confesso que ainda não tinha visto um caso desses, como o que aconteceu contigo. E justamente em um portal que deveria priorizar a diplomacia e a ética, justamente pela sua condição de "grande portal".

    Saudações!

    Izabel

    Responder

  8. Oii!
    passo muito por aqui e nem sempre tenho tempo de comentar, mas fiquei indignada com a atitude desse jornalista! É bom sabermos o que eles pensam dos seus leitores!
    Adoro seus posts e tudo q você escreve aqui, e venho sempre que posso, pois suas dicas ajudaram muito no meu blog.
    beijos
    =*

    Responder

  9. @Izabel (Cartas na Mesa),

    No Blogger é possível moderar os comentários previamente, mas não tem como editar o conteúdo deles. Mas tb existem pequenos aplicativos que fazem isso e podem ser implementados no Blogger:
    Disqus – Formulário de Comentários personalizado para Blog
    Configurando o Formulário de Comentários do seu blog

    Sobre o que aprovar, recomendo que para cada artigo só sejam aprovados comentários que complementem o assunto do artigo. Para os demais assuntos, oriente seus leitores a enviar um formulário de contato.
    Assim seus posts manterão sempre o foco.

    Responder

  10. Hi, Marcos…

    Realmente é triste termos que lidar com esse tipo de coisa. Afinal, MODERAR comentários não é o mesmo que MANIPULAR. E isto é o que aconteceu contigo, no caso do tal Augusto não sei lá do quê [nem me interessa], da Veja.

    Bela resposta, a sua!

    []'s @inaciorolim

    Responder

  11. Olá Marcos,
    Até poucos dias eu não moderava comentários em meus blogs, porém percebi que alguns comentários não tinham muito a ver com os posts e por esse motivo passei a moderar. Quanto a opiniões diferentes, o blog em que participo tem justamente este objetivo, estimular a discussão(de forma respeitosa).

    Referente ao ocorrido com o colunuista da veja, ja é de conhecimento a manipulação de informações desta revista. Ja mandei diversos e-mails para a redação da Veja e nunca obtive se quer uma resposta, isso por que minhas mensagens são de críticas as reportagens. Se fosse a favor ou criticando uma crítica a veja com certeza seria publicado ná seção dos leitores.

    Parabéns pelos esclerecimentos e obrigado pelas dicas.

    Renan Horan

    Responder

  12. Oi Marcos!

    Estou indignado com esse sr. Que atitude arrogante! Ele permite ofensas, desse o nível, mas não quer ser contrariado. Que coisa feia e mais sem educação. Está na hora da Veja repensar o seu quadro de colunistas e colocar pessoas mais inteligentes e que tenham o mínimo de polidez, principalmente na internet.

    Tem gente que se acha a última bolacha do pacote…rs. Tenho dó de pessoas arrogantes…isso não é ser polêmico, é ser em educação.

    Parabéns pelo desabafo e por compartilhar conosco essa situação.

    Abraço,

    http://cafecomnoticias.blogspot.com

    Responder

  13. @Vitor Leite,

    Muito obrigado pelo seu apoio e pela iniciativa de também comentar naquele site a sua revolta pela atitude infantil do Augusto.

    Responder

  14. faço das palavras do wander, minhas palavras.
    interessantíssimo este artigo!
    Muitas vezes ficamos com medo de apagar comentários ou responder, seu texto esclareceu muita coisa e serve como guia para muitos.

    abraço!

    Responder

  15. Oi Marcos,

    Eu como jornalista, fico indgnada ao ler coisas como esta. Além de jornalista, sou blogueira há mais de 10 anos e sei da importância que tem um comentário em seu blog/site. Se alguém não quer, não publique. Ninguém é obrigado a publicar algo que não lhe agrada.

    Agora modificar o conteúdo só porque foi contrário ao que você pensa é antes de mais nada falta de educação, e no caso do Sr. Jornalista, falta de profissionalismo.

    Parabéns pelo post. Como sempre, excelente.

    Beijos!

    Responder

  16. Ola Marcos,

    Acompanho seu blog ha tempos pelo feed. Ajuda me muito, nao pude, entretanto, me conter com o que li.

    A VEJA simplesmente dá um banho de ignorância e derespeito, o cara em questão é simplesmente um ***** (autocensurado).

    Pessoas como ele devem agradecer por ganhar dinheiro falando besteira.

    Estou contigo meu caro,

    Abraços e parabéns pelo trabalho.

    Responder

  17. Que absurdo o que foi feito. Eu sou formado em jornalismo, fico triste em ver gente que age assim. Pior é saber que é a maioria.

    Enfim, eu não modero no meu blog por que, apesar de ter um movimento bom, geralmente não há muitas coisas polêmicas, é um blog de literatura. Mas tenho certeza de que um dia acabarei mudando a política.

    O texto é excelente, se todos tratassem a questão da maneira que você falou aqui, creio que as coisas funcionariam melhor.

    Responder

  18. Ola Marcos, muito bom este artigo!

    Infelizmente uma conduta desta vinda de um jornalista é muito feia, apesar de que hoje na internet se tornaram uma coisa normal, principalmente para aqueles que se acham os poderosos da informação, OS REIS DA COCADA.

    Eu sou da opinião, se acontecer algo deste tipo não entro mais no site ou blog.

    Vou relatar um ocorrido comigo que acredito que você não vai postar meu comentário pelo que vou citar agora.

    Eu em 2009 freqüentava o fórum de ajuda do blogger e diversas vezes, tive respostas como está que você citou (aqui você leva croque na cabeça, saia fora)

    Realmente sai fora, não freqüento mais o fórum, deixei a elite em Paz.

    Diversas vezes recebi respostas bem ofensivas dos ban ban ban do fórum que tudo mundo acha que são os gênios da tecnologia.

    Há, forum não é site ou blog, mais a educação e bom censo prevalecem em qualquer ambiente independente de nível intelectual.

    Um Abraço, Bom inicio de semana…

    Responder

  19. Mas não é a Veja que GRITA tão auto contra a censura?

    Será que a Veja se inspira neste ditado?

    "façam o que eu digo, não façam o que eu faço"

    Renan

    Responder

  20. Fico feliz em saber que, além de um blogueiro competente, tu és um cara que enxerga a manipulação da Mídia.

    Quando a Veja ou qualquer outro membro do PiG(*) se refere à "censura", eles não estão preocupados com liberdade de expressão; mas sim com o 'direito' da Grande Mídia de não ter freios republicanos, de difamar sem ser punida, de mentir, manipular, implodir reputações de pessoas públicas e de intimidar e extorquir o Poder Público.

    Essa é a "liberdade" que o PiG(*) defende.

    PiG é o Partido da Imprensa Golpista, basicamente composto por Veja, Globo, Estadão e Folha.

    Responder

  21. Mas aí usando por exemplo o Disqus, nele é possível editar os comentários?
    E é certo editar comentários que tenham propagandas?

    Responder

  22. @Peterson,

    O Disqus permite editar e te dá um maior controle na moderação que vc recebe.

    Acredito que não há problemas em editar e até excluir comentários q tenham propagandas.

    Responder

  23. Marcos, o post é oportuno e excelente. Permito que anonimos comentem, mas quando estes comentários passam da conta, ou partem para a ofensa pessoal (o que no interior do RS, acontece mais por não aceitarem opiniões locais), reprovo direto. E no seu caso, é lamentável esta censura. Tu pode ter opinião no blog, sim, mas tens que aceitar críticas, dentro dos limites e da política de comentários. E você estava expressando a sua opinião, deturpada e violentada por um jornalista que dizia ter credibilidade. Parabéns por mais esta orientação para nós, blogueiros.

    Responder

  24. Essa questão de comentários não é fácil de se lidar. Pena que você tenha sido vítima de uma postura antiética por quem deveria zelar pelos seus leitores, alguém que tem formação e que por isso mesmo deve saber lidar com posições contrárias às suas ideias.

    Responder

  25. Marcos, fiquei indignada com a postura totalmente desrespeitosa e incoerente daquele senhor "jornalista".

    E depois ele ainda complementa o "ato" com a frase: ""A companheirada está acostumada a entrar sem bater em qualquer lugar. Aqui leva croque na cabeça e cai fora."
    O que foi isso???? Que absurda essa atitude!
    E depois são esses que dizem "lutar" contra a censura e a favor da liberdade de expressão? Pelo visto esses "direitos" sá valem para ele, para o próximo, (parafraseando o próprio):
    "leva croque na cabeça e cai fora."???

    Responder

  26. Atitudes como essas é muito triste, certamente o profissionalismo passou longe.

    E como você comentou, nossas opiniões podem ser barradas ou até mesmo distorcida em alguns lugares, mas graças a Deus temos inúmeros locais onde podemos efetivamente "Botar a boca no trombone".

    Parabéns pelo Post.

    Responder

  27. @Byte,

    Não. Nenhum de meus artigos pode ser copiado.

    Faça seu próprio conteúdo e escreva com suas palavras e indique aos seus leitores o conteúdo do meu blog citando o link, mas sem usar o que eu escrevi.

    Duplicar conteúdo ou usar textos de terceiros é crime e é punível pela Google tb.

    Responder

  28. Putz, o "colunista" quis manipular a ideia de um visitante, isso é uma das coisas que não precisaria nem ser dita neste excelente post, bastaria usar-se do bom senso para evitar isto.
    A propósito, este blog é excelente, só tenho a parabeniza-lo por um blog como este estar na web!!

    Obrigado, Abraços!!!

    Responder

  29. prezado senhor,manisfetei uma opinião(estava exercitando meu direito de democracia ao senhor Auguso Nunes, a resposta que tive foi humilhante,ainda bem que não assino a veja.As pessoas ficam chamando Irâ de terrorista só por causa da usina nuclear,pô,os EUA tbém não tem usina???E o que o ISRAEL faz com os palestino,não lembra um pouco o terrorismo?O DEUS VIVO não tem raça previlegiada não,ele gosta do Boliviano.do paraguaio,do francês,do alemão,do brasileiro, do judeu e por aí vai,temos que melhorar nosso senso de critica e a nossa auto estima.
    Abraços
    paulo

    Responder

  30. Um absurdo o q esse colunista fez… por isso, muitos blogs não vão para frente…pq, simplesmente, ele não publicou seu comentário? E ainda publica ofensas…
    Adoro suas dicas…sempre estou por aqui para melhorar meu blog…
    Abraço.

    Responder

  31. Marcos, tenho uma dúvida.
    Meu blog morreu devido a uma série de comentários infelizes que incluiam ataques pessoais.
    Estou repensando em ressuciatá-lo, mas gostaria de obter, gravar o ip das pessoas que postarem comentários.
    Como posso fazê-lo no Blogger? Não pensei em usar o Haloscan porque perderia os comentários antigos que gostaria de manter.

    Responder

  32. @Barbara,

    Infelizmente não é possível fazer isso no Blogger sem a ajuda de serviços de terceiros como o que vc citou.

    Responder

  33. Há muito tempo que eu percebi como a Veja manipula os artigos, os comentários, as histórias, além de ter sensacionalista. É ridículo ver o quanto uma revista que tinha um status chegou a esse ponto. O.K. Eles pensam que quem está no Brasil pensa com a mesma cabeça, mas esquecem que as formações são diferentes de estado para estado, município para município e de família para família.
    Bom, concordo que não temos como controlar a opinião alheia, e isso nem devia ser nossa culpa, mas agora será, não é mesmo?
    Bjs

    Responder

  34. Eu penso que apartir do momento, que você cria um artigo você tambem deve estar pronto para receber criticas e aprovações.
    Se você não consegue receber criticas, você não deve criar artigos (sendo assim, não ter um blog).
    Você deve sempre pensar na opnião dos leitores sobre determinado assunto se você acha que eles não concordaram com a sua opnião então não publique, mas caso publique aceite as criticas e tenha educação na hora da respostas, pois é isso que se espera de um bom blog e seu autor!!!

    (desculpe os erros e incomodos)

    Responder

  35. Gostaria de ler todos os comentários desse post, da mesma forma como li o post inteiro. Está muito interessante. É lamentável a presença de pessoas como Augusto Nunes nos meios de comunicação brasileiros. Mas fico feliz de ver que nem todos somos como ele.

    Responder

  36. Olá Marcos,

    Achei muito válido este post, pois me abriu os olhos de como pode ficar a imagem do meu blog, permitindo que pessoas que nada tem a acrescentar, entrem e mantenham briguinhas estúpidas.

    Não conhecia este blog, mas vi que esta suposta etiqueta que você propõe é cada dia mais fundamental para que esta área seja um instrumento de formar novas opiniões, debater idéias e aprender mais com outras pessoas.

    Responder

  37. ADOREI!
    Esse Augusto Nunes é um jornalistinha parcial que não aceita nenhuma visão contrária a dele.
    Sofri coisa parecida no blog do supracitado.
    Era contra o que o FHC escreveu em um texto, republicado por ele, e comentei sobre o esquecimento do autor sobre as privatizações e o lucro que estas empresas hoje produzem. Apagando boa parte do que escrevi, Augusto Nunes disse que EU devia ter má-memória. Retruquei que quem havia nos instruído a isso tinha sido seu pupilo, o FHC, quando nos recomendou que esquecessemos tudo o que havia escrito.
    Travei uma "luta" de quatro comentários, onde ele me chamou de miliciante e se intitulou da "esquerda golpista". Depois que ofendi sua "honra" como jornalista, perguntando se ele não conhecia artifícios literários e coisitas mais, daí sim, ele passou a apagar os comentários.
    Coitado, ainda se acha jornalista com alguma moral!
    Merecemos?

    Responder

  38. O poder sobe a cabeça das pessoas pequenas.

    Eles acham grande coisa poder editar comentários e não apresentam argumento algum. Tentam manipular as coisas.

    Estamos com vc Marcos.

    Responder

  39. Marcos, o que mais vejo em comentários e sites de relacionamento são pessoas que acham que tem opinião formada a respeito de tudo e saem dando tiros de palavras ofensivas sem se quer dar o trabalho de se informar melhor sobre o tema, interpretar o texto, ou respeitar o ponto de vista das pessoas. Eu já me desanimei de participar de muitas comunidades ou Blogs em função do teor de idéias pré-concebidas e agressividade.

    No caso da administração de Blog, apesar de vc ter opção de excluir os comentários, ainda assim acaba lendo eles…

    Fico feliz ao deparar-me com blogs de qualidade como o seu.

    Parabéns!

    Responder

  40. Desculpa o desabafo, mas esses jornalistas incompetentes se acham os donos da verdade e da razão e também acham que podem apontar o dedo para qualquer um e acusar sem ter moral nenhuma para isso.
    Concordo com o que você disse a respeito dos comentários, já sofri um ataque de um troll no meu blog, e então passei a dar mais atenção aos comentários a partir dai (meu blog é pequeno, raramente surgem comentários, mas se eu não controlar as pessoas vão fazer o que querem, e isso não é legal para mim ao meu ver). E também acho que se o jornalista devia ter apagado o comentário e não respondido e boicotado ele, afinal isso suja a imagem dele.
    Muito boa postagem, parabéns pelo o blog!

    Responder

  41. Pingback: Quais páginas estáticas um Blog precisa ter? | [ Ferramentas Blog ]

  42. Olá Marcos, tudo bem?

    Rapaz, só em ler a postagem fiquei chateado com esse tal de Augusto Nunes, imagine o Senhor que passou por isso.

    Quero parabenizá-lo pelo site, sempre acompanho suas postagens e utilizo suas “FERRAMENTAS”. Gosto de ler suas postagens, estou aprendendo bastante. Continua com Deus, um abraço!

    Responder

  43. Aconteceu de receber comentários sem pé nem cabeça no blog em uma postagem em que eu quebro vários mitos dentro da Geografia e algumas pessoas, “cheias de saber” falaram tantas bobagens que além de não aprovar seus comentários, eu fiz postagens explicando o que aconteceu e desenrolando os mitos de maneira a não deixar dúvidas de que eu não estava falando bobagens.

    Eu só edito comentários se tiver links, mas o comentário da pessoa foi válido. Pedidos de parceria, para visitar blog ou ofensivos vão para o Lixo rapidinho.

    Abraço!

    Responder

  44. Pingback: Gravatar – Sua foto nos comentários de outros blogs | [ Ferramentas Blog ]

  45. Marcos, só pelos comentários que acabei de ver nesse blog, já percebi que o ambiente ali não é nada agradável. Você já viu as respostas do autor para outros comentários? Meu Deus!!!

    Uma vez também comentei na página de fãs da revista veja, sobre o BBB e eles também apagaram meu comentário, tentei de novo e novamente apagaram. Fiz um comentário normal.

    Deixei de segui-los no Facebook. Tem tantas revistas melhores do que a veja por ai.

    Responder

  46. Pingback: Projeto de lei quer responsabilizar donos de blogs por comentários "anônimos" - [ Ferramentas Blog ]

  47. Achei incrível esse fato e a maneira que Marcos Lemos se posicionou. Eu percebi que é possível ser profissional e ter uma conduta sem humilhar ninguém e alem disso reforça o autoritarismo da revista em debate.

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.