Escândalo do Facebook faz Mozilla (do FireFox) suspender publicidade

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

Depois dos recentes escândalos envolvendo o Facebook e a Cambridge Analytica por roubo de dados dos usuários, a Mozilla (moz://a) anunciou que interrompeu a compra de anúncios de publicidade na Rede Social do Mark Zuckerberg até que medidas mais fortes sejam tomadas para conter problemas como esses. Está mesmo na hora de todos abandonarem o Facebook?

Fazer download do e-book Como Ganhar Dinheiro com Blog

Quando grandes empresas se posicionaram contra o Youtube que exibia anúncios em vídeos de conteúdos controversos, a Google foi obrigada a tomar decisões e fazer grandes mudanças de controle na plataforma de vídeos. A ação de muitos anunciantes obrigou a gigante das buscas a se posicionar para não perder dinheiro.

Agora é a vez do Facebook perder dinheiro e isso vai obrigar que a Rede Social tome medidas para solucionar esses problemas de maneira efetiva. A primeira grande “empresa” de internet a parar de anunciar no Facebook é a Mozilla – criadora do FireFox, navegador de internet. E o Facebook já perdeu bilhões de investimentos e valor na bolsa.

ATUALIZAÇÃO: O Elon Musk, um dos homens mais ricos do mundo e dono da SpaceX e Tesla Motors, também saiu em definitivo do Facebook. As páginas dessas duas empresas e seu perfil na Rede Social foram excluídos em definitivo. Este é mais um duro golpe no Facebook.

Clique AQUI e Inscreva-se no nosso Canal no Youtube

Recomendo que você veja este outro artigo, mostrando como proteger seus dados no Facebook e até como deletar sua conta: ⛔ DELETE seu FACEBOOK agora! (e Como Proteger seus Dados) #DeleteFacebook

Desta vez o caso é ainda mais significativo e complexo porque não se trata de onde os anúncios são exibidos (como no caso do Youtube que bastava mudar configurações e aplicar novas regras), mas é uma questão de confiança que investidores e anunciantes estão perdendo no Facebook. E confiança não é algo que pode ser arrumado com algoritmos ou implementação de novas regras.

Leia a tradução que fiz da nota oficial da Mozilla, escrita por sua diretora comercial e jurídica, Denelle Dixon (os grifos são meus):

“A Mozilla está está interrompendo a publicidade no Facebook. O Facebook sabe muito sobre seus dois bilhões de usuários – talvez informações mais íntimas do que qualquer outra empresa. Eles sabem tudo o que clicamos e curtimos em seu site e sabem quem são nossos amigos e relacionamentos mais próximos. Devido à sua escala, o Facebook tornou-se uma das plataformas mais convenientes para alcançar um público-alvo para todas as empresas e desenvolvedores, seja uma empresa multibilionária ou sem fins lucrativos.

Entendemos que o Facebook tomou medidas para limitar o acesso dos desenvolvedores aos dados dos amigos a partir de 2014. Isso aconteceu depois que o Facebook iniciou seu relacionamento com o professor da Universidade de Cambridge Aleksandr Kogan, cuja decisão de compartilhar dados do Facebook com a Cambridge Analytica virou notícia. Essa notícia nos levou a observar mais de perto as configurações de privacidade padrão do Facebook, já que investimos nosso dinheiro em publicidade na plataforma. Embora acreditemos que ainda há muito a aprender, descobrimos que suas configurações padrão atuais deixam o acesso aberto a muitos dados, principalmente em relação a configurações de aplicativos de terceiros.

Entendemos que Mark Zuckerberg prometeu melhorar as configurações de privacidade e torná-las mais seguras. Quando o Facebook adotar uma ação mais forte na maneira como compartilha dados de clientes, fortalecendo especificamente suas configurações de privacidade padrão para aplicativos de terceiros, consideraremos o retorno.

Estamos ansiosos para o Facebook instituir algumas das coisas que Zuckerberg prometeu hoje.”

E, sim, o Mark Zuckerberg prometeu muita coisa, mas é ainda mais difícil acreditar que venha cumprir isso.

Ninguém confia no Facebook

O ponto é exatamente esse: CONFIANÇA. Se usuários, empresas anunciantes e investidores perdem a confiança em um serviço totalmente online, que lida diretamente com nossos dados e direito à privacidade, recuperar tal confiança será muito difícil.

Ainda mais quando o próprio CEO do Facebook admite que a melhor ação deles para resolver o problema foi tomada em 2014 e não fala claramente o que vão fazer hoje:

“I’ve been working to understand exactly what happened and how to make sure this doesn’t happen again. The good news is that the most important actions to prevent this from happening again today we have already taken years ago. But we also made mistakes, there’s more to do, and we need to step up and do it.”

“Eu tenho trabalhado para entender exatamente o que aconteceu e como garantir que isso não aconteça novamente. A boa notícia é que as ações mais importantes para evitar que isso aconteça novamente hoje já foram feitas anos atrás. Mas também cometemos erros, temos mais o que fazer e precisamos intensificar e fazer isso.”

Nota do Mark Zuckerberg no Facebook

Penso que mais e mais empresas vão seguir o mesmo caminho da Mozilla, não apenas pode desconfiança, mas também por falta de resultados efetivos, transparência nas métricas do sistema do Facebook Ads e na capacidade de entregar conteúdo direto para o público.

Empresas de mídia no mundo todo estão deixando de alimentar o Facebook com conteúdo (Folha abandona Facebook: A Rede Social está acabando?) e até os usuários ficam desconfiados da maneira como a Rede Social trata a informação e dissemina Fake News (Notícias Falsas) ou parece manipular eleições nos EUA e por todo o mundo.

1 Comentário

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.