Eu preciso muito ter um Google Glass

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

É incrível ver a tecnologia desenvolver-se rapidamente e fazermos parte desse processo. Muito mais do que o iPad, agora a Google promete revolucionar o mercado de “gadgets” (aparelhos tecnológicos), com o lançamento do Google Glass. É quase um sonho ver o que esta maravilha da engenharia somada à internet poderá fazer. Vejo o Google Glass como o grande avanço desse nosso século.

Fazer download do e-book Como Ganhar Dinheiro com Blog

Este aparelho da Google, o Glass, vai revolucionar de vez a nossa forma de trocar informações, de estarmos conectados às redes sociais e de usarmos a internet. É uma completa revolução na forma como vamos interagir com a tecnologia. Algo totalmente novo e inovador.

Página oficial do Google Glass.

Eu quero um Google Glass

Nunca precisei tanto ter uma coisa. Preciso muito ter um Google Glass e o mais incrível é que só o vi por vídeos e fotos, relatos de outras pessoas que experienciaram a tecnologia. Mas é algo tão intuitivo e natural, que posso imaginar como será a minha interação com o equipamento. E tenho certeza de que muita gente se sente assim.

O iPad foi uma transformação no formato do nosso tradicional PC e notebooks. Revoluciona ao apresentar uma outra maneira de lidarmos com conteúdo, mas no fim é um computador que podemos apertar a tela. Também fiquei fascinado e quis muito comprar um. Mas a vontade passou depois que percebi que aquele não seria um produto ou equipamento que atenderia minhas demandas.

Google Glass em várias cores

Sou mais do tipo que precisa de um celular completo, que se misture com um tablet. Por isso optei em gastar o equivalente (ou menos) que o preço de um iPad e comprar um Galaxy Note. Ou seja: o iPad é substituível. Meu notebook, que uso até hoje, é de 2007 e ainda atende minhas necessidades, e tenho mais recursos nele que um iPad poderia oferecer-me e estendo seu uso com meu smartphone.

Com o Google Glass é diferente. Não consigo imaginar nada que substitua suas funções e seu potencial uso no cotidiano. Certo que o que poderemos fazer (imagino eu) com o Glass, nossos smartphones estão aptos, mas não com a mesma interface, comando de voz e simplicidade que o Google Glass aparenta nas apresentações.

Assista o Vídeo da apresentação da interface de usuário do Google Glass:

Pode parecer bobagem, mas é assim que sinto: preciso mesmo ter um Google Glass. Já vou começar a economizar para comprar um desses. Imagino que não será caro, mas não será barato. O preço para desenvolvedores que quiserem ter acesso ao aparelho antecipadamente é de US$1500,00 (mil e quinhentos dólares).

Já prometem o lançamento para ainda este ano (2013) e isso deve ser lá nos EUA. Demorará mais para chegar ao Brasil. tenho certeza disso. Foi assim com o iPad.

Depois que vi essa matéria do The Verge – I used Google Glass: the future, with monthly updates – que você também pode assistir no vídeo abaixo ou ler a matéria no link (em inglês), impressiona ainda mais o potencial de algo assim.

É totalmente intuitivo e simples de usar. Foi desenhado para não interferir no campo de visão a não ser que você olha na direção da “tela” semi transparente, além de ser leve e até compatível com uma lente de óculos normal ou escuro. É um aparelho “fashion”!

Google Glass

Tenho certeza de que muita gente se sente assim. Justamente por ser algo totalmente inovador, parecido com coisas que saem de filmes de ficção científica, mas que agora todos podem ter como algo cotidiano.

Não pensem que este é um artigo patrocinado pela Google para eu elogiar o produto e tal (se eles quiserem podem entrar em contato que estou disponível para isso. Troco minha opinião por um Google Gass, ok?). Mas achei que seria interessante publicar sobre algo que poderá mudar nossa forma de usar a internet.

Fico só imaginando como isso poderá ajudar minha memória ruim. Encontro uma pessoa na rua, sei que a conheço, mas não lembro o nome e nem de onde. Pergunto: “Glass, identifique o rosto”; então pula na frente dos meus olhos tudo o que preciso saber sobre aquela pessoa… Serei mais sociável.

19 Comentários

  1. Google é Google o resto é resto, muitos dizem que a Google vai sair de moda um dia eu sempre digo que não, eles não estão focados somente no buscador é pesquisa e mais pesquisa e não se cansam… Parabéns Google e você tem um super fã! rsrs

    Responder

      • Gabriel,

        A IBM ainda é uma das maiores desenvolvedores de soluções tecnológicas do mundo corporativo e industrial. O público deles não é o usuário comum, mas empresas e grandes corporações, bancos, indústrias. Sempre foram assim. Por um momento, na década de 1980 e 1990, eles tentaram produzir também para o usuário doméstico, mas voltaram.

        Além disso, não dá para comprar o que é a IBM com o que é a Google ou a Apple. São empresas diferentes, em seguimentos diferentes e com públicos diferentes.

        Responder

      • IBM é uma das empresas mais importantes no ramo da informatica. A IBM é voltada para grandes e médias empresas, o google é voltado para todos. Google te apresenta soluções para sua empresa mas também para você, usuário doméstico.

        Responder

      • Caro amigo a IBM ainda é muito mais forte do que foi no passado, hoje muito das tecnologias inclusive as que a Gigante Google prospecta para nosso futuro, passa por grandes servidores IBM.

        Responder

  2. Primeiro eu preciso do dinheiro, dai poderei comprar o Glass. Realmente a tecnologia está evoluindo muito. Para um computador, que foi lançado a tão pouco tempo para smartphones, tablets e agora o Glass. Penso que daqui a 10 anos vai ser como o “laboratório” do Homem de Ferro rsrs.
    O Google Glass realmente ajudaria muito. Eu também preciso ter um Google Glass.

    Responder

  3. “Fico só imaginando como isso poderá ajudar minha memória ruim. Encontro uma pessoa na rua, sei que a conheço, mas não lembro o nome e nem de onde. Pergunto: “Glass, identifique o rosto”; então pula na frente dos meus olhos tudo o que preciso saber sobre aquela pessoa… Serei mais sociável.”

    Este será o primeiro fator que me levará à adquirir um Glass, dentre outros. Faço da sua animação à minha. Realmente é algo que vai impactar o mundo, como os Smartphones e tablets.

    Responder

  4. É, parece que esses gadgets conectados serão moda daqui a uns tempos, bem em breve! Nem vamos mais precisar memorizar as coisas, basta pesquisar no olhar 🙂 As vezes não sei se isso é uma evolução ou revolução da tecnologia, ou ainda as duas.

    Será que alguém desenvolverá um aplicativo para o Google Glass que ao ver alguém dê para medir a força ou poder de ki dela kkkkkk Dragon Ball Z, os aparelhos dos Saiyajins 😀

    Responder

  5. Eu ainda não consigo acreditar que em pouco tempo o conceito do vídeo apresentado pelo Google no ano passado, surgiu.

    Compartilho da mesma animação do post e espero ter no lançamento do Glass o dinheiro suficiente para comprá-lo.

    Responder

  6. Com certeza o meu dinheiro está guardado esperando o lançamento desse produto, agora o produto precisa ser usado com cautela. Espero que chegue o mais rápido no Brasil e que não venha com o preço de um carro…

    Responder

  7. Confesso que me expantei um pouco com toda sua vontade de possuir o gadget Marcos, mas consigo compreende-lo.
    Reconheço que o produto é uma inovação e nos faz sentir um pouco mais perto dos filmes de ficção como ‘007’ e ‘Missão Impossível’ se não me engano, mas tem uma coisa que me incimoda e acho que a sociedade em si (e eu também) se habituará: a câmera. Imagina uma câmera digital cada vez mais presente nas ruas (ainda mais do que é hoje com as câmeras de celulares). A diferença é que tirar uma foto com celular e com máquina digital por mais pequenas que sejam necessitam de uma breve visão da pessoa antes do clique e o óculos não, ele já está perto da visão, então vc pode ser alvo fácil de pessoas com pensamentos bons e ruins (bons para capturar momentos bons e solidários em um clique ou aperto de dedos, e ruins para te defamar, sequestrar e sei lá mais o que). O recurso que menciona no fim, do reconhecimento de pessoas que certamente terá que estar em algum banco de dados é muito viável e até o desejo, mas podemos viver sem isso rsrsrs, até porque meus avós conheciam todos os vizinhos e seus filhos.
    Pra mim, o ‘toque na tela’ da Apple ainda é o mais revolucionário rsrs. Em resumo, a Google terá concluido mais uma etapa do que alguns chamam de ‘conhecimento de mundo’: terão ‘olhos’ (Grande irmão?) para captar qualquer metro quadrado uma vez que usuários G Glas terão que ter conta Google e nas letras minusculas o conteúdo que produzimos é da empresa. Ainda acho que conhecer os ‘dois lados da moeda’ é viável e recomendo tbm a leitura de “Busqe e destrua – Scott Cleland”. Não sou contra a Google, pelo contrário, sou grato pela tecnologia e serviço, mas acho que paguei um preço meio salgado nisso rsrsrs.

    Responder

  8. Para ser sincero, sinto saudade do tempo em que não tinha internet e essas tranqueiras tecnológicas de hoje. As pessoas de hoje, principalmente os jovem, estão ficando mais tecnológicas e menos humanas.

    Responder

  9. Caro Márcio, o saudosista.
    Talvez por minha formação em eletrônica, sempre fui antenado em futurismo. Sua opinião deve ser respeitada afinal, somos democráticos porém, de forma contrária, dou graças à Deus e aos professores pardais que fazem-nos caminhar anos luz com essas parafernálias todas. Se voce quiser ter uma ideia, leia o livro 1808 e terá uma visão quase que interativa com aquele passado sem essas tranqueiras tecnológicas e, acredito que irá mudar de ideia. Márcio, tenho 52 anos e afirmo por mim que a internet melhorou a forma de relacionamento social antes mais pessoal e limitada, sendo agora mais impessoal e ilimitada porém muito importante. Num simples clique ou voce acessa várias pessoas ou, obtem um monte informações instantâneas, que antes eramos obrigados a ir atras. Aquele papo de esfriar as relaçoes humanas pela distância, simplesmente não vejo isso acontecer comigo ou com meus pares, damos muita risada tagarelando pela internet e depois, quando convém, nos encontramos pesoalmente com o mesmo entusiasmo. Reveja seus conceitos Márcio, acompanhe a evolução humana ou ficará preso a preconceitos que só te fazem isolar-se. Os próprios neurolistas atestam a importância para a boa saúde mental, do uso de computadores e geringonças modernas para ativar os neurônios. Pense nisto!!!
    Paulo Humberto Alves Vieira

    Responder

    • Paulo faço das suas palavras as minhas também…sempre é claro, respeitando opiniões diferentes…acrescentando um pouco mais, só me preocupo com a saúde, pois depois que “todo mundo” comprou aparece especialistas dizendo que faz mal a saúde…espero que não ocorra com o google glass, pois com certeza irei comprar assim que chegar no Brasil…srsrrssr

      Mais um pouquinho de informação:

      O Google Glass ainda não chegou ao mercado, mas já faz tanto sucesso que informações sobre a sua segunda geração já vazaram: segundo registros de patente, o Google Glass já tem uma nova geração sendo projetada e ela deve contar com displays para ambos os olhos, aparentemente com projeções sobre lentes…muita água vai rolar por debaixo da ponte antes de chegar ao Brasil!!

      Responder

  10. Também estou louco pelo Google Glass, já vendi meu iMac para ajuntar grana para final do ano comprar um nos EUA ou quem sabe no Brasil. Não vejo a hora, nunca quis ter tanto uma coisa quanto estes óculos. Para mim é o grande “feito” do século!

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.