O que você prefere: E-book ou Livro impresso?

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

Na era dos tablets e smartphones, tantos computadores leves como plumas e a facilidade em carregarmos milhares de informações por todo lado ou compartilharmos qualquer coisa em qualquer lugar, pode parecer que os livros impressos estão perdendo espaço. Mas gostaria de saber sua opinião: você prefere ler um e-book ou um livro impresso? Essa minha pergunta tem dois propósitos.

Fazer download do e-book Como Ganhar Dinheiro com Blog

Tirando a questão do preço, que muitas vezes é significativa a diferença entre a versão do e-book e a versão impressa do livro, gostaria de saber o que você prefere como gosto, facilidade e adaptação ou praticidade. Se fosse para você compara um livro AGORA, compraria a versão digital ou a versão física?

Estou prestes a lançar dois novos materiais para blogueiros e fiquei com a dúvida de qual o melhor formato ou em qual investir para agradar mais o meu público. Já vendi e-book e também já disponibilizei alguns gratuitos. O retorno sempre foi satisfatório. Mesmo assim, muita gente sempre perguntou por uma versão impressa dos e-books.

Também já tive minha experiência com livros digitais e posso garantir que, ao menos para mim, foi satisfatório e agradável ler em uma tela de 5,3 polegadas. Melhor ainda é ler em tela maiores que 9 polegadas, pois torna a ação mais semelhante a ler um livro tradicional impresso.

Alguns poderão dizer: publique seus projetos nos dois modelos para agradar a todos.

Não posso agir assim sem ter um retorno dos meus potenciais leitores. Primeiro que o investimento em uma tiragem de livros impressos é relativamente caro e livros sobre tecnologia e internet tendem a ficar obsoletos muito rápido. Não poderia me dar ao luxo de imprimir algumas centenas de livros e não conseguir vender tantos, perdendo meu investimento.

Além disso, imagino que boa parte dos visitantes do [ Ferramentas Blog ] gostam de tecnologia e têm seus aparelhos como iPad, tablets da Samsung e coisas do tipo que viabilizam a leitura de material digital e podem preferir ter esses textos em mão sempre que puderem.

É uma das vantagens de se ter um e-book, pois podemos ler em qualquer lugar. Nem sempre é prático carregar um livro na bolsa, no bolso ou nas mãos como já fazemos com nossos aparelhos.

Em fim. Depois de toda essa resenha, a pergunta ainda fica e gostaria de ouvir sua opinião e preferência sobre comprar um livro digital ou um livro impresso.

Podem comentar ou apenas responder de forma direta. O importante é colher a opinião e ver como vocês pensam. Isso irá me ajudar a decidir como oferecer mais conteúdo para blogueiros.

Os lançamentos serão daqui há alguns dias.

Quer ser um(a) Blogueiro(a) de Elite? Acesse AGORA: http://blogueiro.pro

65 Comentários

    • Oi Prig,

      Vale lembrar que leitura é hábito. Eu, no início, também senti certa “estraneza” (vamos dizer assim) para ler e-books, porém, com o tempo, o interesse pelos assuntos abordados e o desejo de vencer aquela coisa estranha que eu sentia, acabei me adaptando bem. Agora, ler um bom impresso… Não tem preço!

      Abraço.

      Responder

  1. Olá Celso,
    Os E-books não precisam de tanto investimento mas como você disse tendem a ficar obsoletos muito rápido.
    Já o livro impresso no meu ponto de vista chama mais a atenção do leitor ao ler o conteúdo, mas fica um investimento muito caro.

    Os dois tem suas vantagens e desvantagens, mas eu preferiria um livro impresso.

    Esta é apenas minha opinião,
    Abraço!

    Responder

  2. Bom Marcos, na minha opinião como leitor prefiro o impresso, pois acho mais prático e menos desgastante, fico com os olhos mais cansados na versão digital. Se estivesse na posição de autor, e neste caso em específico, tratando-se de assuntos da área de tecnologia, eu escolheria ebook, exatamente por alguns pontos já levantados por você: Alto custo da versão impressa, dificuldade para entrar nos melhores pontos de venda, são os principais. Como você possui um canal de vendas, não seria perda de tempo fazer uma análise de custos para uma pequena quantidade inicial da versão impressa, afim de disponibilizar as duas opções no site e mensurar os resultados em cada versão.

    Sucesso em suas decisões!!

    Responder

  3. Oi Marcos, uso os dois e vou acabar comprando um e-reader já que ler no telefone, mesmo no galaxy n7000 acaba cansando. Mas prefiro o livro físico. Gosto do cheiro de papel.
    E para material técnico ou não-ficção, definitivamente papel. As vezes fico irritada com o kindle pois não descobri ainda um jeito de imprimir. Para estudar gosto de fazer anotações, dobrar o canto, sublinhar com canetinhas de cores diferentes, etc. Me ajuda a memorizar. (é eu sei que o kindle me dá essas opções, acho que estou é velha rsrsr).
    Concordo com o Gustavo aí em cima. E pdf seria uma opção muito ruim?
    Abraços e sucesso, Pat

    Responder

    • Pat,

      Também acho que para estudar, o livro impresso é melhor. Especialmente por poder fazer anotações à mão livre.
      Quando vendo e-book, vendo em PDF mesmo para dar essa liberdade para as pessoas imprimirem, mas se a quantidade de páginas for muita, torna a impressão em casa algo caro também.

      E pode ser que muita gente compre com esse intuito e depois acaba desistindo do livro por não achar confortável ler na tela e desiste de imprimir por gastar muita tinta e papel.

      Responder

    • Sim.

      Dessa vez quero publicar em ePub para dar opção de leitura. Mas vai mesmo depender muito da opinião de quem comentar aqui nesse post para eu saber qual será a melhor estratégia.

      Responder

  4. Quanto a mim, Marcos, leio tanto a versão impressa quanto a versão digital.

    Tenho comprado livros nas duas versões.

    Entretanto, conheço muitas pessoas que dizem que a versão digital é ruim para ler. Dizem que se atrapalham na leitura.

    Eu penso que a versão digital será lida com mais assiduidade quando milhões de pessoas tiverem acessos a leitores digitais.

    Sabemos que a leitura fica para segundo plano, mas ainda seremos um país de leitores.

    Responder

  5. Eu gosto dos dois. Tanto e-books como livros impressos são a minha paixão. Gosto de ler muito e-books, pois podem ser levados para qualquer lugar. Livros impressos também, mas com um pouco mais de dificuldade. Nesta questão prefiro os e-books.

    Agora vamos falar do tamanho. Acho adequado um e-book não passar de 100 páginas, pois se você for ler direto acaba ficando ruim ler mais de 100 páginas em um e-book. Os olhos começam a doer e ter outros sintomas que incomodam um pouco. Agora um livro impresso não.

    Marcos, minha opinião é que se o livro não passar de 100 páginas faça um e-book, agora se passar tente um livro impresso.

    Até mais.

    Responder

  6. Embora a praticidade da versão digital eu ainda sou adepto aos velhos costumes. Não dispenso a leitura de um bom livro na sua versão fisica. Se eu fosse comprar hoje um livro ou e-book, seria em sua versão fisica.

    Abraço!

    Responder

  7. Marcos, eu prefiro os livros impressos, se há as duas opções, mesmo que pagando um pouco mais caro, prefiro o papel.
    Também é comum, já fiz isto com e-book de sua autoria e com os do Gustavo Freitas, imprimo.
    Cansa ler na tela do computador e não é raro aparecerem elementos para chamarem a atenção e desviar o foco da leitura, por exemplo o banner do FBHost onde as frases são dinâmicas.
    Uma solução que acredito ser a mais comoda para o autor é, lançar a versão digital paralela ao lançamento do chamado livro por demanda, onde é impresso apenas a quantidade do pedido, sem acrescentar custo e correr o risco de encalhe.
    Um grande abraço

    Responder

    • Gilberto,

      Tb estou analisando essa possibilidade do “livro por demanda”, mas as empresas que fazem isso encarecem ainda mais o livro. Normalmente o custo final para cada livro fica na média de R$25,00 e ainda é preciso adicionar o lucro do autor. Os preços de gráficas ficam mais baixo. Mesmo assim tem o problema do frete se fazemos na gráfica temos que arcar com o envio.
      É uma matemática difícil de fechar e definir o que é melhor para o autor e para o público.

      Responder

  8. Poxa, eu prefiro muito mais livros impressos – eu simplesmente não consigo ler livros digitais. Pelo menos eu tenho problema de lê-los no computador, nunca tentei ler em tablets ou em e-readers. Motivo: sou pobre hahaha.

    Responder

  9. Olá Marcos,

    A popularização dos livros digitais já é fato consumado, devido a rápida expansão do mercado de smartphones e tablets, e dados mostram que a venda de ebook superou a venda de livros impressos, então eu acho que nada melhor do que mergulhar de vez nessa nova onda.

    Na pesquisa feita por você mesmo aqui, você pode perceber que a faixa etária das pessoas que vêm até o seu blog, é relativamente jovem, então eu creio que o ebook sairia melhor, mas cada um com sua opinião e gosto. Eu, particularmente, prefiro a versão digital, não só pela praticidade da leitura, mas também pela facilidade na compra, já que não vou ter que esperar alguns dias para ler o que você tem a dizer.

    Vale lembrar que, um livro ruim, continuará sendo um livro ruim, independente de ser impresso ou digital, mas, conhecendo o seu trabalho, tenho certeza que será de excelente nível!

    Abraço e boa sorte nesse novo projeto.

    Responder

  10. Os livros físicos ainda são os melhores para se fazer uma leitura confortável, mas acredito que estamos diante de uma nova tendência, a era digital possivelmente irá triunfar mais a frente.

    Embora não tenha nada a ver, lembro-me da época das máquinas fotográficas, a kodak dominava o mercado com mãos fortes, mas ela não esperava que as maquinas digitais fossem evoluir tão rapidamente, resultado, a kodak perdeu toda a fatia do mercado e até hoje luta para se erguer.

    Sucesso sempre!

    Responder

    • Acho o teu exemplo válido, acho que se não aderirmos a certas tendências, vamos acabar ficando para trás, assim como a Kodak ficou e até hoje luta para tentar recuperar parte do monopólio que tinha na época em relação a área da fotografia.

      Responder

  11. Quando eu comprei meu iPad, eu levava em consideração também todas as suas funcionalidades e o quão mais fácil tornaria a minha vida, principalmente no que se trata a leitura. Mas assim que recebi o produto, ainda na primeira semana, vi que, por maior que tenha uma tela grande e seja portável, é desconfortável ler grandes materiais em screens, sem falar que o iPad, por fino e leve que seja, parece um tijolo nas mãos depois de algumas horas de uso. O problema maior, no entanto, foi quanto ao seu screen. Quanto a isso, no entanto, existem algumas outras opções de readers com uma tela de menor contraste, que não cansa e não te dar fortes dores de cabeça depois.

    Responder

  12. Marcos, eu particularmente gosto é de ler, para mim não importa se é digital ou papel – mas essa coisa de gostar de cheiro de papel não rola pra mim pois eu tenho rinite alérgica 😉
    Pessoalmente eu prefiro sem dúvida o e-book. Leio em dispositivos digitais desde que comprei o meu primeiro Palm, em 2000. Eu sempre viajei muito, e não tem coisa mais prática do que poder carregar uma pequena biblioteca comigo no smartphone ou e-reader.
    Eu gosto muito de marcar trechos do livro e fazer anotações, e embora seja mais fácil (por pequena diferença, dependendo da ferramenta usada) fazer uma anotação num livro de papel, é muito mais difícil usá-la depois. Você tem que abrir o livro e folhear até achá-la, por exemplo. No caso de livros como os da Amazon e Kobo, eles sincronizam as anotações, você pode acessar as anotações em qualquer dispositivo portátil ou até num browser. Para mim, é mais prático neste sentido também.
    Além disso, eu moro num apartamento de dois dormitórios, ou seja, livros de papel só entram aqui se houver um motivo muito forte, pois não tenho espaço para eles.
    Em todos os sentidos, o e-book para mim é melhor. Principalmente depois que comprei um Kindle, onde consigo ler por horas a fio sem o incômodo na vista que geralmente as telas de LCD causam. Isso sem contar que ele é mais leve e melhor para segurar do que um livro impresso.
    Eu passei a usufruir tanto dos e-books, que até decidi começar a escrever um blog para tentar ajudar o pessoal que está começando a explorar este novo universo.
    Mas enfim, para você, acho que a grande questão é: será que todo mundo que votou em livro impresso compraria o SEU livro impresso? Pois o custo é considerável e isso vai refletir no preço final (e além do preço em si, tem-se que pagar frete também), não sei se você realmente você teria um bom retorno com livro impresso apesar do número de votos a favor. Por outro lado, é inegável que para um escritor, dá muito mais status mostrar um livro impresso, e potencialmente você poderá alcançar um mercado que não tem acesso à leitura de e-books (mas não sei se é um mercado que teria interesse no tema do seu livro, aí é outra questão). É uma decisão difícil, de fato.
    Independentemente de sua decisão, desejo desde já muito sucesso para você com este livro!
    Um grande abraço!

    Responder

    • Muito bem colocado Cris Ferreira, concordo com o que você falou. Sera que essas pessoas que optam pelo livro impresso, comprariam o teu livro? Acredito que a maioria das pessoas que dizem preferir um livro impresso, dizem isso por ser mais “bonito” falar isso, não sei se essa é a palavra certa. Os livros digitais já são mais vendidos do que os livros impressos, em relação a isso não há duvidas, é muito mais pratico o ebook, não é preciso pagar frete e nem esperar dias para receber. Eu defendo o ebook sempre!

      Responder

      • Paulo,

        no Brasil os livros impressos ainda são largamente mais vendidos do que livros digitais. A tendência poderá inverter isso com a chegada da Amazon e o Google Play com títulos em português, além da venda crescente de tablets. Mas é um processo lento. Penso que quem compraria um livro e está interessado no conteúdo não importa muito qual será o formato.
        Se a pessoa está disposta, ela quer ler, seja digital ou impresso.

        Claro que me preocupo se as pessoas vão realmente comprar e já experienciei que meu público compra e-books, pois já vendi ebooks aqui. Tenho um público interessado no meu trabalho. E pelo que estou vendo, pode ser interessante, dessa vez, oferecer a opção do impresso.

        Pergunto a você e à Cris:
        – Se você quer ler algo, importa qual seja o formato?
        Penso que esse seja o ponto!

        Responder

        • Marcos, hoje em dia eu só compro livro impresso se não tiver outro jeito. O último que comprei foi em meados de 2012. Só pra você ter uma ideia, só de janeiro pra cá eu já comprei 6 ebooks na loja da Amazon (fora muitos gratuitos que baixei de lá).
          Na minha opinião, não tem como hoje em dia você não publicar em formato ebook, principalmente se o assunto for relacionado a TI.
          Mas como parece-me que grande parte dos seus atuais leitores preferem impresso (considerando que o voto deles não foi apenas uma opinião ebook X papel, mas a resposta à qual versão eles comprariam do SEU livro), então você pode pensar em fazer algo do tipo:
          – Livro impresso: X reais
          – ebook: Y reais
          – Pacote impresso + ebook: X + alguns reais (ou seja, um pouquinho a mais do que o preço do impresso sozinho, mas a diferença bem abaixo do valor do ebook sozinho)
          Imagino que muitos leitores ficariam tentados pelo pacote com os dois formatos (se o preço for atrativo, claro), pois percebi que muitos usuários preferem impresso mas manifestaram as vantagens de ler ebooks. Com este pacote, eles poderiam ter os dois: o impresso para folhear, sentir o contato físico, etc, e o ebook para carregar no tablet/smartphone, fazer buscas mais rápidas, anotações mais eficientes, etc. E você teria um lucro um pouquinho maior com o pacote do que vendendo o impresso sozinho.
          Além disso, você pode enfatizar que quem comprar o pacote já pode começar a ler o ebook imediatamente enquanto o livro impresso está a caminho. Tentador, não é?
          Se eu tivesse espaço na minha estante, este pacote seria bem atrativo para mim.
          Estou te dando esta sugestão, mas para mim, por falta de espaço físico, eu escolheria o ebook. Não sei ainda se eu de fato o compraria, eu gostaria de ter mais informações sobre ele antes de afirmar isso.
          Pense nesta ideia, e espero ter ajudado. Ou talvez eu tenha te confundido mais ainda – neste caso, peço desculpas 😉
          Um grande abraço!

          Responder

          • Olá Marcos,

            Pra mim não importa o formato, mas acho melhor comprar ebook quando se trata de compra feita pela internet, pelos motivos que falei, não é preciso pagar frete e nem esperar dias para poder ler o livro.

            Responder

        • Li toda a discussão. Quem compra seu e-book, pode repassar o arquivo e-book pra qualquer um imprimir de qualquer PC? Vai ter limite de impressão se compartilhar o e-book ao passar a usar o formato EPUB? Já que hoje em dia achamos manuais compartilhados no 4Shared, MEGA, FileTube…

          Responder

  13. Marcos,
    não troco um livro em papel por um digital, a não ser que não exista a versão impressa. Gosto muito de ler fora do computador e aparelhos eletrônicos, mas não é só isso, gosto muito de “ter” livros na estante.
    Em contrapartida, leio muitos e-books, inclusive comprei o seu, mas imprimi 🙂 e está aqui na estante.
    Abraço.

    Responder

  14. Marcos,

    Como várias pessoas comentaram acima, eu também prefiro um livro impresso. O livro digital cansa a visão, além de precisar estar com a bateria carregada para poder ler. Ecologicamente, publicar um e-book digital, gastaria menos papel, ou seja, menos árvores. Mas mesmo assim, vale apena investir em um livro impresso.

    Responder

  15. Olá Marcos,

    Eu defendo o e-book, mesmo que esteja em desvantagem pelo que vi acima =).

    Eu já li muitos livros impressos e posso dizer que gosto de sentar e ler um bom livro. No entanto, meu dia-a-dia, já há algum tempo se tornou corrido e precisei me adaptar. Hoje praticamente não leio mídia impressa e só leio livros impressos se não tiver uma versão digital.

    Quando não estou no computador, leio livros, revistas e notícias direto no Smartphone. Com isso eu aproveito os momentos livres para adiantar a leitura e não tenho que carregar um volume a mais ou ler apenas em determinado lugar.

    Um grande abraço!

    Responder

  16. Marcos, boa quantidade de comentários. Bom, minha opinião é a seguinte: Para quem gosta de ler tanto faz, se é impresso ou é digital. No meu caso prefiro os impressos mas acho importante os e-books, pois estão em grande crescimento. Tenho lido bastantes já, abraço.

    Responder

  17. Comprei recentemente seu livro “Blogar”, em formato físico, numa dessas gráficas ondemand. Achei muito bacana, mas confesso que me chamou atenção a necessidade de uma revisão mais apurada. No material impresso os erros de revisão são muito mais visíveis. Claro que você tem se profissionalizado e a qualidade do seu trabalho está cada vez melhor. Exatamente por isso que eu acredito num trabalho feito para a mídia impressa.

    Tenho tablet e não me importo de ler na tela. No entanto, dou preferencia para o impresso.

    Só uma pergunta: Haverá um trabalho de diagramação neste novo produto? Uma boa diagramação pode fazer uma diferença significativa.

    Forte abraço!

    Responder

    • Jota,

      Da primeira vez que publiquei o Blogar eu era muito inexperiente e praticamente fui pioneiro. Mesmo tentando ser o mais profissional possível, sei que errei muito.
      Agora os dois novos projetos estão com um revisor, um profissional, e contratei um diagramador também, inclusive para criar o layout da capa e fazer a organização do conteúdo. Será algo realmente profissional, de alto nível. Por isso mesmo que estou consultando meu público, para ver até onde posso investir e de que forma.

      Responder

  18. Olá Marcos!
    TEnho um tablet com tela de 7 polegadas. Já li um livro nele, realmente cansa mais, por outro lado existe a praticidade de levar pra qualquer lugar, fazendo com que eu leia com mais frequência.

    Ainda prefiro os livros impressos, mas insisto na leitura dos e-books pois sei que a tendência é essa.

    Uma coisa importante é o reflexo. Muitas vezes ler o livro digital incomoda pois a tela reflete a luz do local onde você está.

    Abraço

    Responder

  19. olá Marcos, bom dia.
    É sem dúvida uma pergunta interessante.
    Eu na passada sexta feira, com algumas falhas e erros de principiante, consegui fazer o meu primeiro livro digital (está lá no blog), mas se quer a minha opinião sincera penso que para quem adora ler como é o meu caso, não há nada que possa substituir o contacto do livro no momento da leitura…
    Quando leio um livro tenho que sentir o seu contacto, o seu cheiro… saboreá-lo…entende?…..
    um abraço

    Responder

  20. Na minha opinião os livros digitais (e-book) vão dominar o mercado, pois trazem muitos benefícios, na sustentabilidade, na portabilidade e na economia, já que muitos e-books são disponibilizados gratuitamente!

    Responder

  21. Eu prefiro livros impressos… O E-book é excelente, mas para mim não é a mesma sensação/prazer… Mas leio muitos e-books, sem grandes problemas, principalmente livros da área de tecnologia, que tendem a ter uma leitura mais rápida e dinâmica.

    Mas como você mesmo disse, livros com relação a tecnologia são rápidos de ficarem obsoletos, e muitos livros desse assunto eu li no tablet mesmo sem grandes problemas.

    Responder

  22. O livro impresso – seria a favor dele até quando der. Mas leio também o digital. Porém, acredito que o prazer do cheiro da folha nova e do contato físico com as páginas é insubstituível. Mas pelo bem da natureza teremos de nos adaptar.

    Responder

  23. Boa tarde Marcos,

    Se tivesse que escolher agora entre os dois, ficaria com o livro impresso. Já li alguns livros no tablet, todos estrangeiros, pois não havia publicações no Brasil.

    O fato de ser um e-book não incomoda, no entanto, adquiri o hábito de ler livros impressos e até perdê-lo, se puder escolher, fico sempre com a versão impressa.

    Acredito que o futuro das publicações sejam os e-books, pelo custo acessível, pela facilidade de armazenamento e principalmente pela acessibilidade e distribuição. Praticamente qualquer pessoa pode publicar um e-book, sem se preocupar com quantidade de cópias ou qual o método para o envio após a compra.

    Sucesso!

    Responder

  24. Não me adaptei bem em usar o Samsung Galaxy tab 2 7″ para leituras longas. Tenho usado ele apenas para os livros da faculdade, acompanhar blogs e ler textos pequenos.

    São 3 fatores que pesam para ainda optar por livros físicos:
    1. Sou meio conservador, gosto de sentir as páginas nos dedos.
    2. A vista cansa com o tempo, talvez uma tela e-ink seja mais indicada para meu caso.
    3. Um dos fatores que pesou para que não usasse o e-book como livro, são os locais em que leio. O e-reader chama mais a atenção, do que um livro físico.

    Se lançar seu livro em mídia física, com certeza irei preferir a mídia virtual. Principalmente se conseguir lançar uma edição de bolso.

    Responder

  25. Olá Marcos
    Também quero dar o meu pitaco. A leitura de um livro impresso para mim fica reservada para as horas de lazer, especialmente um bom romance, onde faço uma leitura linear, em locais aprazíveis. Agora um livro de tecnologia onde os conhecimentos serão aplicados no próprio computador, e os assuntos acessados de maneira aleatória, de acordo com o interesse e necessidade, acho imprescindível que ele seja digital.
    O livro impresso também gera problemas de estocagem e distribuição.
    Abraços,

    Responder

  26. Oi Marcos, prefiro o e-book, por não ter que conduzir o material físico de um livro escrito, embora concorde que é mais interessante e agradável o manuseio das páginas e a sua leitura.

    Responder

  27. Acho que e-books é ótimo para ser lido com tablets. Nos demais computadores e celular acho ruim.Mas certamente prefiro livro.É uma relação afetiva mesmo!Porém acredito que as novas gerações irão preferir o e-book.

    Responder

  28. Mesmo com o avanço da tecnologia acabar com livros impressos vai ser difícil. Acredito que a espaço para os dois, entretanto prefiro o impresso, ler na tela é mais cansativo. Agora dependendo da diferença de valor entre eles pode ser interessante compra um e-book além de não pagar frete e receber logo após a confirmação do pagamento. Existe também a possibilidade de uma pacote combo e-book + impresso.

    Responder

  29. Para publicações mais curtas (até 100 páginas) acho mais interessante o E-book pois fica até mais barato, mas para publicações maiores acho mais interessante o livro impresso, pra mim é bem mais confortável o livro impresso pra uma leitura maior.

    Responder

  30. Com a facilidade e até mesmo baixo custo, não troco meu impresso por nada. Sim que leitura seja um hábito, mas um livro impresso é muito mais gostoso de se ler do que em ebooks. Se eu comprasse um livro hoje, como fiz há duas semanas, com certeza não seria ebook. Hahaha. AMO FOLHEAR!!!
    Beijos

    Responder

  31. Agora com meu ipad prefiro e-book. Posso ler onde quiser e aumentar ou diminuir o texto de acordo com a conveniência. Além de economizar posso deletar os que ficam obsoletos e manter só os que servirão para futuras consultas. Fim das prateleiras carregadas de livros acumulando poeira. E-book? sou fã nr. 1. E de graça então? É o máximo.

    Responder

  32. Oi Marcos. Como vai?
    Quanto a mim, para ler em casa eu ainda prefiro o livro impresso, provavelmente, porque os IPads e outros aparelhos idênticos são ainda relativamente caros. No entanto, em relação aos blogues eu prefiro os e-books porque são mais práticos para consultar e estão ao alcance dum clic. Para ter os dois formatos, de fato, é preciso algum investimento e nem sempre temos o retorno. Falo com conhecimento de causa. O livro que publiquei está em formato impresso e também em e-book mas o retorno não foi satisfatório.
    Continuo a “adorar” o cheirinho dum livro, pegar nele e sentir aquele toque inexplicável, acariciar a sua capa, folheá-lo, ler algumas frases, etc. Penso que o livro impresso continuará a existir e nunca irá ser “destronado” pelo seu “irmão” e-book. Porém, em determinados aspetos, o e-book é mais acessível. Meu conselho seria o e-book. Mas esta é apenas a minha opinião.
    Abraço.

    Responder

  33. Livro impresso. Só pego e-book quando não tenho outra opção (ou só tem versão digital, ou é livro importado e mais rápido de pegar e-book), mas sou ávida colecionadora de livros, e acho bem mais confortável.

    Responder

Deixe um comentário

Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.