Sobre Plágio e Blogueiros Parasitas

Siga o Ferramentas Blog: Canal no Youtube | Facebook | Twitter | Google+

diga-nao-plagio Um assunto que tem tirado o sono de alguns bloggers (blogueiros) são os plágios, cópia de conteúdo por terceiros que desconhecem a lei e ignoram os direitos autorais e a propriedade intelectual. É preciso tomar cuidado para você não ser vítima e nem errar e ser também criminoso. A internet tem leis e os culpados podem ser identificados e punidos. Plágio, reprodução e contrafação é crime e é bom tomar cuidado. Saiba como se proteger e denunciar esse crime.

Quer ser um(a) Blogueiro(a) de Elite? Acesse AGORA: http://blogueiro.pro

Sobre Plágio na Blogosfera e como denunciar e se proteger.

Recentemente tenho tido problemas com algumas pessoas que se pretendem e fingem que são blogueiros e estão copiando deliberadamente o conteúdo do [ Ferramentas Blog ]. Primeiro gostaria da colaboração daqueles que são nosso leitores fieis para que nos ajudem a identificar esses plagiadores para serem devidamente denunciados à equipe do Blogger.

Vejamos como proceder em caso de plágio e como se defender de salafrários digitais. Até já ensinei como denunciar:

Boa parte do conteúdo do [ Ferramentas Blog ] está devidamente registrado como propriedade intelectual junto à Biblioteca Nacional. Isso garante o meu direito sobre o conteúdo que disponibilizo aqui. Você pode ler gratuitamente o que quiser, mas não pode distribuir esse conteúdo em lugar algum sem minha autorização explícita.

Nada do que se encontra aqui no [ Ferramentas Blog ] pode ser reproduzido em lugar algum.

  • Para ver o procedimento de registro junto à Biblioteca Nacional, visite o seguinte link: Registro/Averbação e Serviços.

O serviço é pago, claro, mas vale a pena para garantir seus direitos quando se trata de produção intelectual.

O que muitos não sabem é que a internet não é uma “terra sem leis”. As leis brasileiras e algumas leis internacionais valem sobre tudo o que acontece na internet e que o agente é um cidadão brasileiro envolvido. Basicamente a Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais é que rege sobre os conteúdo, até de blogs.

  • Para fazer o download do texto na íntegra veja: Direitos Autorais.PDF.

Outra forma de se defender é denunciar na Delegacia Especial para crimes de internet. A polícia, dependendo, pode ser acionada, você faz um boletim de ocorrência e uma investigação é aberta para punir que cometer algum tipo de crime pela internet.

Não há anonimato na internet, como muitos pensam. A internet é toda rastreável e qualquer pessoa pode ser identificada. As conexões e as origens de acessos levam diretamente ao endereço físico de quem comete o crime, mesmo que seja de plágio. As empresas de internet, provedores e prestadores de serviço, são obrigados, por alguma questão de justiça, a abrir seus dados e identificar quem são os usuários finais por trás de alguma ação ilegal.

Também é possível entrar em contato com o Blogger (em inglês) e fazer a denúncia de blogs da plataforma Blogger/Blogspot, solicitando que tal plagiador seja bloqueado pelo serviço. Após identificar e confirmar a infração, o site que copiava conteúdos será deliberadamente deletado do serviço da Google e a conta do usuário será bloqueada, impedindo que crie outros blogs.

    É preciso ter um pouco de paciência, mas pelo que pesquisei, eles são bem eficientes e sempre respondem a todas as denúncias.

    Por fim, há uma campanha bem interessante e divertida, criada por um grupo de blogueiros, intitulada: Campanha pela originalidade na blogosfera brasileira. Eles têm um banner bem legal que reproduzo abaixo (para reproduzir esse banner, que é criação de uma outra pessoa, enviei um contato avisando que o banner será usado neste artigo. Se houver alguma objeção do proprietário quanto ao uso dessa imagem, ela será retirada. Os créditos foram devidamente dados e não a estou usando como se fosse uma criação minha, o que deixei claro logo acima – é assim que se deve proceder).

    poster-blogueiro-parasita

    Eu estou participando e o banner da campanha foi colocado no roda-pé da página. Recomendo que todos participem e publiquem em seus blogs artigos sobre esse assunto para inibir ainda mais a ação de plagiadores.

    Evite constrangimentos sendo original e não copiando terceiros. Espero que esse artigo ajude a muitos e que esse problema diminua na blogosfera para termos um ambiente mais sério e criativo.

    Nota: Não sei a quem pertence a imagem do início desse artigo.

     

    Quer ser um(a) Blogueiro(a) de Elite? Acesse AGORA: http://blogueiro.pro

    80 Comentários

    1. Os exemplos são variados e confesso que, em alguns momentos, reluto ao publicar uma imagem ilustrando um post por não saber da procedência. Apesar de colocar uma nota no rodapé, fico sempre com a estranha impressão de que a qualquer momento carros da polícia fecharão as ruas de casa e um helicóptero ligará um holofote daqueles de estádio de futebol sobre minha casa. Houve um tempo, hordones, que meu blog era um espaço onde simplesmente publicava algo de que eu tivesse gostado. Nunca havia me preocupado om isso até ver alguns artigos do Blosque. Depois, mais "íntimo" dos caminhos para os bons blogs, comecei a ver o que a Ariane, Juliana, Compulsivo e outros diziam. Acho extremamente válidas a campanha e suas atitudes (as quais acompanhei pelo Twittter ontem), pois além de proteger quem gasta parte de seu tempo e vida produzindo algo (mesmo que não seja relevante para mim) em prol de outras pessoas, fará com que eu receba menos mensagens repetidas desses blogs populares que todo mundo conhece.

      Responder

    2. Acessei este post seguindo indicação da @JulianaSardinha e achei muito oportuno e interessante. Uma das coisas que mais me irritam é a total falta de respeito à autoria. Já li e ouvi de muitos o seguinte: "Não importa quem fez, o importante é o conteúdo" ERRADO! Quem fez teve trabalho, custos, boa vontade, criatividade e merece ser respeitado e conhecido. Se o que fez é bom, merece ser louvado por sua obra. Costumo digitar frases aleatórias dos meus poemas no google, para saber o que está sendo feito deles; Fico alegre quando vejo meus poemas por aí, com a minha autoria consignada, mas, quando vejo sem autoria, vou em busca do autor do post e dou uma chamada, de maneira educada, peço para que me dê os devidos créditos, alertando para as consequências do desccumprimento da lei; Outra coisa que abomino é a citação: "Desconheço a autoria" Se desconhece, não publique! As coisas não surgem do nada, por obra do acaso. Acho que me estendi demais no comentário; Ótimo artigo, parabéns!

      Abços

      Responder

    3. Também aderi a campanha em prol da originalidade na blogosfera http://migre.me/3FWa já algum tempo atrás. Infelizmente a campanha estagnou porque a Blogosfera Cristã não tem atualizado. Tenho mantido contato com o pessoal e gostaria de tocar a campanha adiante, topas?

      Responder

    4. @Luma
      Eu estou dando apoio a qualquer campanha que trate sobre o asunto.
      Gostei dessa que citei acima especialmente pela criatividade do banner.

      .

      @Ariadna
      Eu tenho amigos poetas que passam pelo mesmo drama. Infelizment não há respeito pela arte ou o trabalho alheio.
      Muita gente acha que, só pq etá no Google, então é público. Esse é o problema.
      Muita coisa aqui no [ Ferramentas Blog ] é público e qualquer um pode usar e citar livremente; outras são de direitos autorais reservados. Mas tudo tem que ter o original citado e nada pode ser duplicado sem autorização. Só quero que as pessoas entendam isso.

      .

      @Bauru,
      Seria ótimo que todos tivessem essa mentalidade e seriedade que você apresenta.
      É certo que não dá pra regular tudo, mas um mínimo tem que ser feito até pra mostrar que se tem um blog sério e comprometido.

      Responder

    5. O plágio realmente está se alastrando infelizmente, está sendo uma praga igual a uma doença nova que encontram contagia o mundo todo, mas um dia a de aliviar esse absurdo, não sou contra copiar meus artigos no meu blog são reflexões dos meus pensamentos e pra mim é bom ser divulgado só que ser devidamente dentro das normas em que eu adotei, sendo também dentro dos termos do Creative Commons, mas ainda existe pessoas que passam por cima dessa política de direitos.

      Responder

    6. oi eu tenho um blog de notícas será q eu não posso pegar alguam noticia de algum site exemplos: G1, Bol, Uol?
      Me ajude por favor!

      Responder

    7. @ByPoesia,
      Realmente todos queremos ser divulgados. Qualquer um pode vir aqui ao [ Ferramentas Blog ] e usar meu conteúdo, mas tem que avisar, solicitar o uso de certos conteúdos.
      Outra coisa é q não se deve copiar na íntegra, pois isso é crime, mesmo que se dê o crédito.

      Se vai copiar, tem que pedir permissão e linkar de volta.

      .

      @Mikael,
      Nesse caso vc terá que entrar em contato com esses sites e ver a política de Provacidade deles para saber como proceder.
      Recomendo que você nào copie integralmente. Use dessas notícias para aprofundar o tema e elevar o nível de leitura de seus visitantes.
      A pergunta é: se vc coloca as mesmas notícias de terceiros, por que alguém iria visitar o seu blog?

      Responder

    8. Pois é eu andava pensando nisso mesmo, mas para um blog de notícias tem que ter notícias precisas e atualizadas e eu não sei como fazer isso por conta própria!

      Responder

    9. Já sofri com essa palhaçada que é o Plágio.

      E ainda pior, o cidadão me ironizou quando falei com ele, me senti incrivelmente prejudicado.

      Muita gente pouco se importa se você ficou 2 ou 3 horas escrevendo e pesquisando. Eles simplesmente pegam tudo, inclusive as imagens.

      Eu sempre olho se a imagem está protegida pos direitos autorais antes de usá-la em meu blog, e quando está, imagem ou não, cito a fonte, pois o mérito é de quem escreve.

      E claro, pedir permissão sempre e nunca citar o conteúdo todo.

      Aderi à campanha ontem quando vi o link no twitter, e lá vai ficar por um bom tempo.

      Respeito com o artigo alheio é o mesmo que o respeito que pedimos com esposa e mãe. É seu e pronto, ninguém mexe. (trocadilho maldito né?)

      Abraço.

      Responder

    10. acho q issu não tem nada a ver pois se caiu na net tudo se copia nem grandes sites processam blogs por copiar suas postagens e mais alem tem blog que deixam códigos para que os outros copiem isso é que é auto ajuda assim que navega na net pode encontrar suas informações mais rápidamente e não é todo mundo que tem uma net de boa qualidade para que possa hospedar os arquivos de qualidade sendo assim acho que tem nada a ver copiar e tbm o blogueiro coloca a fonte se quiser pois de onde ele copia deve cobrar caro para anuciar seu blog e ele não deve ficar anuiciando o site fazendo propaganda de graça ominímo q ele pode fazer é anuciar o nome do autor e nãodo site ou blog valeuuuuuuuuuuuuuu

      Responder

    11. Acho que não há nada de mais em postar algo de outro blog no seu, desde que a fonte seja citada, isso tbm ajuda a divulgar o trabalho do outro blogueiro…

      Responder

    12. @Tevez,
      Realmente não há nada de mais em postar algo. O que não pode é postar tudo. Mesmo citando o link original, aquilo é o trabalho de outro.

      Se quer, pode citar algumas partes e comentar, incentivando que as pessoas visitem e leiam o artigo original na íntegra, mas na site onde ele foi publicado e não copiar tudo para si.

      Responder

    13. Bom trabalho, rapaz!
      Seu texto é bem esclarecedor sobre o assunto.

      Dias atrás, eu também me vi diante de uma situação como essa (sendo plagiado), fiquei tão chateado que, após pesquisar muito junto com amigos, descobri quem era o copiador. E só não o expus na web, e entrei com um processo, porque ele ainda era um garoto e a mãe dele me pediu muito para que eu não o fizesse (encontrei sua casa e falei com o pai dele). No entanto, deixei claro que aquilo era proibido e mostrei que não há distância, nem anonimato, para quem comete um crime desse tipo.

      Independente dele ser jovem ou não estas são coisas que, eles devem aprender cedo.

      Abraços

      Responder

    14. Olá,

      Tuas palavras fizeram reavaliar meus post no blog, tenho que pensar em mais conteúdos próprios e focar mais os meus objetivos.

      Obrigado

      Geraldo

      Responder

    15. Excelente, sou totalmente de acordo e coloco isso em pratica..

      Coloquei a imagem que você publicou nesse poste como selo em meu site e com o link redirecionado a esse artigo, seria bom alguem criar um selo linkando a esse artigo que fala sobre plagio. Estou usando como podem ver em:

      http://www.worldsymbian.com.br/

      Abraços

      Pedro Cabral

      Responder

    16. Excelente post e excelente vídeo (o que encontrei no CriarBlogs). Escrevi um post sobre o assunto e peço permissão para incluir seu vídeo nele. O artigo será publicado amanhã por volta do meio dia. Parabéns pelo blog.

      Responder

    17. Apoiado TOTALMENTE.

      Infelizmente, já fui vítima de Plágio e de um grande artigo meu que, não só rolou por blogs como em grande parte da Internet, até meus amigos colocavam em seus blogs o artigo e coloca crédito para outro website ao invés do meu.

      É triste ver pessoas que, ao invés criar artigos originais, atraindo usuários para seus websites, eles copiam por achar um jeito mais "fácil" e rápido para atrair usuários, mas acabam prejudicando outros websites e o autor, que demorou para fazer aquilo.

      Acredito que muita gente, não deve fazer nem idéia do que é Plágio e pratica sem saber, tem gente que sabe e é como você disse, a Internet é uma "terra sem leis", então, muitos se aproveitam disso e cometem centenas de infrações em relação às Leis e as Regras de um Website.

      É realmente deprimente ver que, você não pode publicar um artigo original, bem-explicado e com seu pensamento e idéias por estar com medo de ver gente pegar seu artigo e simplesmente Copiar e Colar.

      Eu acho realmente legal a sua iniciativa em relação à esse assunto que poucos se interessam e muitos acabam o odiando por pratica-lo, espero que você consiga expandir esse artigo para que as pessoas possam se consciêntizar que um artigo não é algo qualquer e sim do autor.

      Novamente, eu apoio Totalmente sua idéia.

      Responder

    18. Essa semana fui vitima de plagio, tentei fazer com o que plagiador colocasse os créditos, mas isso não aconteceu

      Responder

    19. Marcos, Estou criando um artigo sobre o plágio e queria saber se posso colocar o link deste artigo no meu blog se vc autorizar eu publico.

      Obrigado

      Responder

    20. Ola, muito bom seu blog e sua materia sobre plagio. Estou sendo vitima de plagio e ja enviei o formulario para o blogger, alem de ja ter entrado em contato com alguns advogados sobre meu caso.
      Voce saberia me dizer em qto tempo o blogger responde (se responde) a nossa reclamacao? Se vc tb tiver indicacao de um bom advogado agradeco.

      Responder

    21. Oi Marcos, estou começando um site, e gostaria de saber se eu poderia citar esse seu artigo para eu não acabar sendo vitima de plagio, obrigado.

      Responder

    22. @Lispact,

      Você pode citar meu link ou mesmo trechos do meu artigo e fazer referência a ele. Só não permito que seja usado na íntegra ou mesmo grande parte do conteúdo.

      Responder

    23. Um dia, eu vi um post em um blog sobre isso. Depois o dono postou uma atualização que 2 pessoas copiaram TODO o post e mais um monte de outras coisas.
      Sacanagem, não?

      Responder

    24. Olá marcos. Estou escrevendo um arquivo justamente disto, e gostaria de saber se poderia colocar este trecho de seu artigo, com a fonte original para lê-lo aqui. Veja o trecho:

      "O que muitos não sabem é que a internet não é uma “terra sem leis”. As leis brasileiras e algumas leis internacionais valem sobre tudo o que acontece na internet e que o agente é um cidadão brasileiro envolvido. Basicamente a Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais é que rege sobre os conteúdo, até de blogs."

      Se obter permissão, ficarei muito agradecido.

      Responder

    25. @Vinicius Chargel,

      Usar um trecho e linkar é permitido sem problemas e vc nem precisa avisar o autor. Claro, dese que não seja mais do que algumas palavras como vc destacou.

      Responder

    26. Marcos Rapaz esse é o melhor post do seu blog, ele é tão bom que deu vontade de copiar e colar no meu (risos…). Brincadeira irmão, rapaz acabei de assistir o seu vídeo também, fantástico, e tudo isso me fez refletir muito a respeito do assunto, estou tentando aprender sobre o universo dos blogs editando o meu de uma forma honesta e séria, estava fazendo atualizações diárias com notícias de terceiros (mais como aprendizado), e sempre os creditando claro, Tenho também linckado todos os blogs / sites que de alguma forma contribuem para meu aprendizado, (Compulsivo, o dicas B, vc entre outros tantos) minha idéia era simples, a princípio concentrar no meu espaço os artigos tutoriais dicas notícias e links sem nunca fazer uso comercial, e sempre citando as fontes, confesso que suas palavras me tocaram (risos…) me senti mal lendo e assistindo seu vídeo, acho que no lugar de copiar e colar os artigos e notícias no meu blog, vou simplesmente criar postagens com links para os assuntos que desejar. Isso também seria ilegal?

      Responder

    27. @Alex,

      Fico feliz de ver que meu artigo tem servido para ajudar.

      Sobre sua questão: vc pode linkar e recomendar os artigos de outro blogs. O que não pode, nem deve fazer é copiar o conteúdo de terceiros, mesmo dando os créditos e linkando.

      Responder

    28. EStou aderindo À campanha, eu não sabia que poderíamos nos proteger dessa forma. Obrigada pelos esclarecimentos.

      Responder

    29. @Roger,

      Pode e deve… Mas claro que é bom tentar conversar e resolver de forma pacífica. Se isso não resolver, tome medidas judiciais.

      Responder

    30. Tenho lido vários conteúdos sobre plágio e cópia nos blogs. Criei um blog em que o meu intuíto é agregar os passo-a-passo da internet, copio o passo a passo inteiro e cito o autor no final do post, mas agora estou com medo de estar agindo ilegalmente (coisa que não quero pelo amor de Deus!). Mas não queria desistir da idéia do blog. Se eu colocar apenas a figura, e linkar a pessoa induzinho o leitor a entrar no blog do autor original e ver o passo a passo eu, ainda assim, estaria agindo ilegalmente de acordo com as politicas da blogsfera?

      Responder

    31. @Andressa,
      Da forma como vc descreveu não pode por duplicar conteúdo e ser plágio, mesmo citando a fonte.

      O que vc pode fazer é simplesmente recomendar o conteúdo de outro e citar o link, mas sem usar os textos e imagens de outras pessoas…

      Responder

    32. Oi Marcos
      Vou comentar esta sua afirmação: " Você pode ler gratuitamente o que quiser, mas não pode distribuir esse conteúdo em lugar algum sem minha autorização explícita. Nada do que se encontra aqui no [ Ferramentas Blog ] pode ser reproduzido em lugar algum."

      É uma contradição, pois o conteúdo do teu blog já está distribuído via RSS, como podes ver neste link: http://feeds.feedburner.com/FerramentasBlog Este endereço será adicionado a leitores de conteúdo e os textos poderão ser compartilhados, sendo republicados. Depois de compartilhado poderá ir para o Google Buzz, Twitter e outros diretamente.

      Um exemplo: vou compartilhar este teu texto no "Note in Reader". Ele irá para meus itens compartilhados e será publicado. Irá também para o Google Buzz e será novamente publicado.

      Links:
      Google Buzz: http://www.google.com/buzz/ssguti/2dNDfn52tNh/um-exemplo-ver-meu-coment%C3%A1rio-no-post-acima
      Shared Itens: http://www.google.com/reader/shared/ssguti

      Como eu coloquei a tag #twitter, o G Buzz vai tuitar parte do texto e linkar. Aí o povo que gostar vai retuitar, o Twitter vai lançar o texto no Facebook, novamente no Buzz, no Tumblr, FriendFeed, … Ou seja, mais distribuído impossível.

      abraços!

      Responder

    33. @Suzana Gutierrez,

      Não há contradição alguma. Se no texto eu disse que só o que eu permitir pode ser distribuído e se sou eu mesmo quem libero o endereço de Feed/RSS, então as formas citas por vc de distribuições estão autorizadas por mim.

      O twitter, facebook, orkut, GBuzz etc são REDES-SOCIAIS e não duplicam conteúdo, não eliminam a autoria e remetem o leitor diretamente ao site original do conteúdo criado. Ou seja: quem vê meu conteúdo em alguma rede-social, sabe quem é o criador, mesmo que só o leia em um Reader de Feed, encontre um trecho no Buzz ou o link no Twitter.
      Tudo isso sempre apontará para o meu blog.

      Entendeu?
      Rede-social não duplica conteúdo nem apaga a autoria original, remetendo ao proprietário criador e;
      Feed é uma autorização de distribuição compartilhada dada pelo proprietário do conteúdo.

      Sem contar que todos esses meios citados atraem visita direta para o site/blog que criou o conteúdo.

      Responder

    34. Marcos

      Site de rede social ou agregador de conteúdo, que publique na íntegra um texto, duplica o conteúdo. Em relação a preservar a autoria e a linkar o original, não era o ponto que eu chamava a atenção.

      O ponto era a distribuição. Se tu já estás autorizando (implicitamente) a distribuição por publicar um feed RSS, então porque advertir o leitor que não pode distribuir e republicar sem autorização explícita?

      Esta é a contradição que apontei. Pode ser apenas uma questão de corrigir o teu texto para deixar mais clara a tua opção.

      Por outro lado, sou interamente favorável a consideração da autoria e sei bem o que é sofrer plágio (minha dissertação foi plagiada e em parte publicada num artigo no exterior). Porém, minha opção, em termos de blog, é pelas licenças CC (Creative Commons) ou Copyleft mesmo. No teu caso, usas o Copyright.

      O direito, considerando a rede, está ainda engatinhando.

      abraço!

      Responder

    35. @Suzana Gutierrez

      primeiro um engano seu:
      o direito na rede é o mesmo no mundo off-line e não está "engatinhando", pois já existem leis sobre o tema muito bem definidas, nào só no Brasil, como em acordos internacionais.

      Segundo erro: quando falo de "conteúdo duplicado" me refiro ao que o google e os mecanismos de pesquisa rastreiam para indexação. Isso é prejudicial ao texto original. Tenho um artigo sobre isso… é só procurar por "conteúdo duplicado".

      Terceiro engano:
      Ao distribuir meu conteúdo numa rede-social, vc não rouba minha autoria, o que é crime de plágio. Como sou eu mesmo que distribuo o Feed, meu link e minha assinatura de autor está lá posta. É a minha página que é divulgada, eu mesmo o estou divulgando, mesmo que outros redistribuam.

      Quarto engano:
      nenhum site de rede-social (nem no Facebook) ou agregador de conteúdo publicam a íntegra de um texto. Só o leitor de Feed/RSS é que recebe o conteúdo inteiro, mas é por permissão do autor e como forma de fidelização do leitor.

      Espero que tenha entendido!

      Responder

    36. Oi Marcos

      Não fique na defensiva apontando erros. Estamos conversando. Eu achei que o teu texto não está claro, apenas isso.

      Sobre os meus erros 🙂 : sei bem o que é um site de rede social, pois fazem parte da minha área de pequisa. Não falei que facebook, twitter publicam na íntegra: falei que sites que publicam na íntegra, vão duplicar. (leia lá acima)

      O que acontece é que a maioria dos sites ligados a perfis e agregação de seguidos e seguidores são sites de redes sociais (SRS). Neste sentido, um grupo de compartilhamento (seguidos\seguidores) dentro do Google Reader o trans forma num SRS e, como tu sabes, o GReader (eo G Buzz tb) vai duplicar o conteúdo de feeds publicados na íntegra.

      Foi neste sentido mais abrangente que me referi a SRS e não apenas aos mais comuns Facebook, Twitter, …

      Sobre o direito: tens razão em dizer que, no caso de direitos autorais, é o mesmo que o direito fora da rede e que já existem acordos internacionais etc Porém, em tendo a rede uns 15 anos, esta transposição, alguma adaptação, e jurisprudência é recente sim. Por isso falei engatinhando 🙂

      ((o tempo da internet são diferentes do tempo fora da rede. Por exemplo, meu blog é antigo, em termos de internet, pois é de 2002. O teu é recente, tem dois anos. Em termos de tempo fora da rede, esta diferença seria pequena))

      Problemas podem ocorrer em relação ao direito, em especial porque muitos não dominam funcionamento e desdobramentos do uso de protocolos tipo o RSS. (inclusive os juízes)

      Meu ponto não era duplicação, eu questionei a ***distribuição***. Não estou falando de autoria. Eu questionei a tua afirmação:

      "Você pode ler gratuitamente o que quiser, mas não pode ****distribuir*** esse conteúdo em lugar algum sem minha autorização ***explícita***. Nada do que se encontra aqui no [ Ferramentas Blog ] pode ser ***reproduzido*** em lugar algum."

      (destaques meus)

      Pois eu não tive a tua autorização explícita e distribuí o teu texto em outros lugares.

      Não brigue comigo :)) Eu só estou apontando que o teu texto, que está bastante bom, pode ser mais claro para o leitor.

      abraço!

      Suzana
      http://www.gutierrez.pro.br/

      Responder

    37. @Suzana Gutierrez

      Ok… então vou explicar mais uma vez o que eu já disse acima:

      Se sou eu mesmo quem publico o Feed/RSS de meu blog, é por que implicitamente estou autorizando que ele seja distribuído da mesma forma nos leitores de Feed e redes-sociais que usem o que eu mesmo distribuir.

      Se sou eu mesmo quem coloco um botão de Re-Tweet ou envio para o Facebook é porque implicitamente estou autorizando que as pessoas usem esses recursos para distribuir meu conteúdo.

      Mas, só estou implicitamente autorizando que o façam da forma como permiti aqui.

      O grande questionamento do artigo acima publicado é a duplicação de conteúdo em outros blogs e sites, o que configura plágio e/ou roubo/violação de direitos autorais.

      Responder

    38. Olá, Marcos
      Seu blog é ótimo!!!
      Adorei as informações, com elas poderei melhorar ainda mais a qualidade das minhas postagens. Algumas coisas ainda são complicadas para mim, mas um dia ainda chego lá.
      Obrigada
      Abraços

      Responder

    39. Marcos,
      vc cita que não pode ser copiado nada e tudo… mas sempre tenho uma dúvida: nem se colocar SEGUNDO HORDONES pode rolar?

      Responder

    40. @Tula Verusca,

      Citar é uma coisa. Vc pode citar um pequeno trecho para ilustrar um artigo seu, citar e colocar o link, o caminho para o texto original.
      O que nào pode é usar o texto de outro como se fosse seu.

      Responder

    41. Eu tenho distribuido troféu carrapato à vontade, tenho uma lista enorme de plagiadores e me divirto dando o trofeuzinho que fica estampado nas postagens dos plagiadores. Depois de um tempo eles mesmo retiram a postagem do ar.
      Gostaria muito de não precisar distribuir esse troféu em meu blog, mas não tem jeito, os plagiadores existem, e olha que tenho mais de cinco mecanismo anti plágio, vão de bloqueadores de botão do mouse, script que impedem marcarem o texo e outros que acrescentam link automaticamente. Mas não tem jeito.
      Peço licença ao Marcos para divulgar o Troféu carrapato, faça uma busca no google, "troféu carrapato o grito notícias" e clicar no primeiro link que aparece.

      Responder

    42. Ahhhhh
      Acabei de me lembrar de um caso de plágio.
      Tenho uma amiga que trabalha com adestramento e não é que já copiaram o texto institucional dela?
      E pior em um deles nem o trabalho de trocar o nome da empresa eles tiveram.

      Plagiar é uma coisa, mas texto institucional???? Como Pode????

      Responder

    43. Ao ler tudo isto fiquei a pensar que talvez ja o tenha feio sem querer e isso me preocupa porque na vida nunca fiz nada contra a lei. Ha algum tempo tive a ideia de criar um blog onde podesse reunir toda a poesia possivel de expressao portuguesa. tenho autores dos quais tenho permissao e pesquiso poesia para a reunir nesse blog. As biografias vou busca-las a wikipedia. Estou a fazer plagio ao publicar poesias de autores consagrados?

      Responder

    44. @Fernanda,
      Nesse caso há questões de direitos autorais. Por isso nunca use texto de outros autores sem a expressa autorização deles.

      Responder

    45. @Fernanda,
      Os direitos autorais podem pertencer a qualquer pessoa. Se o autor já faleceu, então esses direitos podem ser de algum membro da família.
      Aqui no Brasil, por exemplo, os direitos autorais têm prazo de validade e só duram 50 anos.
      Assim, se um texto tem mais de 50 anos, é de domínio público. Mas se tem menos que isso, então pertence a alguém. Vc deve procurar de quem é.

      Responder

    46. Tenho um blog cujo objetivo é reunir matérias, opniões e outras coisas que foram publicadas em sites e blogs sobre o estilo Southern Rock. Pego conteúdo de vários blogs não especializados, porém cito o blog que retirei e quem escreveu, essa citação vem sempre na primeira linha da postagem. Em certas ocasiões chego até a pedir permissão do autor do texto para poder publicar.

      Responder

      • Esse tipo de blog seu não é permitido. Há um blog estrangeiro famoso chamado GoNintendo.com que faz exatamente isso.

        O problema é que vc precisa saber como postar. Mesmo colocando os créditos, se vc postar todo o conteúdo do texto, vc estará infringindo os direitos autorais.

        Vc só pode postar uma pequena parte do texto (um parágrafo, no máximo) e depois colocar um link pra pessoa ler o resto no site de origem. É dessa forma que o GoNintendo.com trabalha, por exemplo.

        Responder

    47. Meus “plágios” são da seguinte forma:
      1- Apenas posto o link para a matéria… nem comento a respeito.
      2- Com a autorização para a publicação da matéria em sua integra, eu posto ao final da mesma uma observação com o texto do email onde o proprietário autoriza a cópia da matéria em questão.

      Responder

    48. Marcos, no caso dos textos, você registra um a um na biblioteca nacional? não existe outra forma de comproválos?

      Responder

      • Leonardo,
        Exitem outras formas, mas penso que esta seja a mais eficiente.
        Mas o simples fato de você publicar com data e hora registrados pelo sistema do Blog e você manter uma política de conteúdo que descreva a forma de uso dos seus artigos, já é uma garantia.

        Responder

    49. Olá,
      eu era um plagiador, mas agora não sou mais. Mas tenho umas dúvidas em relação a isso:
      1 – pegar imagens de outros sites e colocar no meu, é plágio?
      2 – se eu achar uma matéria interessante em outro site e der uma modificada no texto, é plágio?
      Obrigado

      Responder

      • 1. Existem imagens que não têm direitos reservados e podem ser usadas. No Google tem como procurar por imagens livres. Tenho um tutorial ensinando sobre isso.

        1. Sim, é plágio achar algo e só modificar um pouco.

        Responder

    50. Oie Marcos!
      Deixa eu te perguntar, caso eu vejo um Texto, Uma Explicação de qualquer coisa e querer colocar em meu blog, junto com a Fonte de onde foi Retirada no Final da Postagem é Plágio?
      Abraço!!!

      Responder

      • Sim… é plágio.
        Só não será se o dono do conteúdo permitir que você copie. Mas a grande maioria não autoriza esse tipo de coisa.
        O melhor também é, mesmo quando é permitido copiar, não copie. Duplicar conteúdo não é bom e a Google pode acabar punindo seu blog retirando ele dos resultados.

        Responder

    51. Olá, Marcos!
      Acompanho o [Ferramentas Blog] e sei que você sempre volta ao assunto “plágio”, inclusive já publicando artigos que nos ensinam a denunciar os plagiadores em diferentes plataformas, como o Blogger e o WordPress. Mas se o conteúdo do meu blog (blogger/blogspot) for copiado em um e-book do scribd (isso realmente aconteceu e eu acabei de descobrir), como posso proceder?

      Responder

    52. Pingback: Como denunciar plágio de blogs no Blogger | [ Ferramentas Blog ]

    53. Marcos,

      ainda tenho uma dúvida quanto a plágio. Eu baixei um artigo científico, de um site que integra todas as plataformas de publicações científicas. Porém, neste artigo no rodapé das páginas contém a informação de “Copyright”. Isso quer dizer que eu não posso usar diretamente nada do conteúdo publicado (texto e/ou imagens) na minha publicação, ou eu posso usar mas fazendo a devida referência?

      Responder

    54. Olá Marcos!

      Eu gostaria de saber se um blog que faz indicações de blogs,sites,etc… pode ser considerado plágio.Tipo eu não copio textos de nenhum lugar,apenas indico os sites,blogs,etc… e faço meio que uma “recomendação” deste.Isto é considerado plágio?

      meu blog foi criado anteontem e gostaria de tirar essa dúvida,e caso for plágio eu mudo totalmente a temática do blog.

      Obrigado

      Responder

      • Rafael,
        Não há “plágio no twitter”. O twitter é uma rede de compartilhamento, onde as pessoas replicam o que outras escrevem, enviam links e citam umas às outras.

        Responder

    55. Pingback: Blogueiro profissional não pratica o plágio.

    56. Olá Marcos , primeiramente parabéns pelo o seu trabalho e sucesso . Eu criei um blog a pouco tempo sobre Wrestling e queria saber quanto a plágio . Eu estou sempre pesquisando em outros blogs e sites sobre o assunto tratado (Wrestling). E na real esses são minhas fontes de notícias . E são essa notícias que eu público no meu blog . Só que eu não simplesmente só copio e colo , eu leio as notícias e as público em meu blog com um texto escrito por min e até com outra imagem no cabeçalho da postagem , mas não cito as fontes , pois eu dou uma nova cara a notícia . Mas ainda eu tenho a dúvida : – Isso é pode ser considerado plágio ?

      Responder

      • Silas,

        Isso não é plágio e está certo. Você tem suas fontes e as usa para criar seu próprio conteúdo sem copiar nada. Mas mesmo assim seria bom citar essas fontes, pois você não pensou naquele conteúdo sozinho e precisa deles para fazer o seu blog.

        Responder

        • Marcos Lemos eu tenho um caso parecido com o do amigo Silas Costa. Minhas fontes de notícias é de um site em inglês traduzo e escrevo com minhas palavras mas linko a fonte original, reprodução de imagem e gostaria de saber se pode ser considerado plágio ?

          Responder

    57. É porque é assim Marcos , no meio da “Blogosfera” de Wrstling é difícil alguém citar fontes , pois quase sempre as notícias são extraídas da sites internacionais , eu sei que não são os blogueiros que criam os conteúdos pois são notícias , com exceções dos conteúdos cridos pelo o blog , tipo : quandros , colunas , crônicas e etc . Dos blogs que eu já vi só um cita as fontes . Eu que não devo me deixar levar pela a maioria , mas mesmo assim ainda eu devo citar as fontes ?

      Responder

    58. Pingback: Blogs: Sem os devidos créditos! | Divagando entre Redes

    59. ola marcos então eu estou começando agora e gostaria de saber se o que eu estou fazendo é plágio ou não.
      é o seguinte as vezes eu quero falar sobre o chá verde e eu não sei nada sobre chá verde então eu pesquiso em outros sites quais os beneíicios do chá verde, para que serve o chá verde,quais as contra indicações do chá verde e etc… e vou escrevendo no meu blogue com minhas palavras meus textos não são indenticos de onde eu pesquisei eu vou lendo e vou escrevendo com minhas palavras e sempre acrescento palavras diferentes. isso é plágio ou não? por favor me responda o mais rápido possível.

      Responder

    60. outra duvida macos no caso seu eu for falar o que é whey protein por exemplo, eu começo assim “o whey protein é uma proteína do soro do leite etc….” e todos os blogues que vejo também começam assim com essa mesma frase isso também é plágio? fico em duvida sendo que os benefícios do whey é um só, então todos os sites que falam sobre whey irão escrever a mesma coisa sempre isso é considerado plagio?

      Responder

    Deixe um comentário

    Ao comentar você concorda com nossa Política de Comentários.